Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Hitler por outros - parte 19 - final



👀 (continuando sobre Hitler por outros )... (...) A vida sexual do Fuhrer é igualmente um mistério, mesmo aos olhos do historiador.  Apesar do muito que se disse, cremos que Hitler 👀praticava a castidade, não por motivo de qualquer impotência, mas por convicção estudada, com um espírito de disciplina e de purificação que não pode deixar de nos recordar o dos gnósticos e dos cátaros.👀 (...) Eis porque as relações de Hitler👀 com as mulheres foram sempre platônicas.  Apesar de ser sempre sedutor com elas.  Uma das suas secretárias revela-nos: " Hitler👀gostava das mulheres que se adornavam com flores naturais.  Ele chegava a apanhar as flores que decoravam a mesa e atirava-as, com um gesto insinuante, às suas convidadas.  Quando as mulheres👀👀👀a quem ele tinha assim demonstrado o seu interesse pregavam as flores nos cabelos ou no corpete... Conhecem-se poucas mulheres da vida de Hitler; três figuras femininas se destacam na sua vida sentimental: Stephanie, Geli Raubau e Eva Braun❤ O primeiro amor foi inaugurado pelo suicídio de uma jovem num quarto de hotel.  Os amores do pintor👀austríaco são marcados por uma sina trágica, reveladora de paixão impossível.  Geli Raubau❤a sua própria sobrinha, que ele ama a ponto de perder a cabeça, suicida-se com um tiro de revólver.  👀O ciúme doentio de Hitler a tinha tornado louca.  A última ligação do Fuhrer foi a jovem e loura Eva Braun❤, que Hoffmann, o seu fotógrafo, lhe apresentou , e que ele desposa in extremis, antes de arrastar a jovem mulher com ele para a morte, em 29 de abril de 1945.   Já em 1935 Eva❤ tinha tentado terminar os seus dias por meio de um pequeno revólver que levava na sua bolsa de mão.  👀Hitler não compreendia as mulheres que se paixonavam por ele.  (...) Nessa vaga de suicídios, é preciso citar também o nome de uma jovem inglesa  muito bela, Unity Mitford❤ " Ela assemelha-se ", relata um seu contemporâneo, " a uma deusa grega, esbelta, loira, o tipo germânico perfeito ".  Imaginava ser possível , com o seu amor, reconciliar 👀 Hitler com a Inglaterra.  Unity❤seguia 👀Hitler em todas as deslocações, e este a convidava várias vezes.  Após a declaração de guerra, no dia 3 de setembro de 1939, Unity,❤ desesperada, dispara uma bala na cabeça, sob as janelas da Chancelaria.  Gravemente ferida, foi confiada aos cuidados dos melhores cirurgiões do Reich.  👀Hitler enviava-lhe rosas todos os dias.  Um comboio especial conduziu-a até a Suíça.  Daí, regressou à Inglaterra, onde morreu de desgosto, algum tempo depois do desaparecimento do seu ídolo👀.  A vida sentimental de Hitler era alucinante.  Terminou nas  chamas de uma nova fogueira cátara, a 30 de abril de 1945.  👀Hitler tinha se devotado à castidade, como os puros, os visionários albigenses.  (...) Porque Hitler👀 acreditava numa força superior, assimilável a Deus, afirmando-o constantemente nos seus discursos, onde o invoca como Todo-Poderoso, e até mesmo nas entrevistas privadas.  (...) Ignoremos um instante a interpretação pessoal do autor e regressemos aos fatos.  👀Hitler apertou três vezes a mão do escritor Hauptamann.  Ora, o número três é um sinal de reconhecimento entre os iniciados de certas Ordens, especialmente entre os maçônicos e os cátaros.  Com este gesto, Hitler reconhecia o iniciado e transmitia-lhe o seu fluído, o que nos elucida melhor sobre a interpretação, de outro modo absurda, do próprio Hauptmann a propósito de tal encontro.  Ao estudarmos👀👀👀as idéias pessoais do mestre do Terceiro Reich, que nas longas noites de guerra, ao escrever Libres Propos, se desnudou um pouco, apercebemo-nos de que a correlação feita não é absolutamente nada ousada.  (Fonte: Hitler e as religiões da suástica, Jean-Michel Angebert, Difusão Européia do Livro, São Paulo, 1973 ). 👀 A luta é a mãe de todas as coisas... O ressentimento dos alemães pela derrota sofrida na Primeira Guerra Mundial e a crise econômica e social da década de 1930 favoreceram a ascensão do partido nazista e de seu líder, Adolf Hitler👀  Adolf Hitler nasceu em 20 de abril de 1889 na localidade austríaca de Braunau am Inn.  Sem concluir os estudos de segundo grau em Linz, mudou-se em 1908 para Viena, onde o sonho de tornar-se pintor foi truncado quando não conseguiu ingressar na Academia de Belas Artes.  Durante sua permanência 👀na capital austríaca, ganhou a vida precariamente pintando cartões-postais, enquanto absorvia as idéias nacionalistas e anti-semitas que mais tarde o levariam ao poder.👀  Em 1913 mudou-se para Munique, e um ano depois, quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial, alistou-se no Exército alemão.  Recebeu a guerra com entusiasmo, como um alívio para as frustrações e a falta de sentido de sua vida.  Ferido👀duas vezes em combate, em 1916 e 1918, ganhou a Cruz de ferro, importante condecoração militar.  Em 1919 filiou-se ao Partido Alemão dos Trabalhadores, que um ano depois passou a chamar-se Partido Nacional -Socialista Alemão dos Trabalhadores, o partido nazista.👀Em julho de 1921, Hitler assumiu a chefia absoluta da organização, que se nutria de elementos de diferentes categorias sociais e ideologias, como veteranos de guerra, desempregados, anticomunistas e nacionalistas👀👀👀.  Em 1923 Hitler foi condenado a cinco anos de prisão na fortaleza de landsberg devido o fracasso do movimento, embora só tenha cumprido nove meses da pena.   No cárcere escreveu o primeiro volume de Mein Kampf (1925-1927); Minha Luta), livro de propaganda nazista👀, no qual expôs suas principais ideias: o ÓDIO aos JUDEUS, a SUPERIORIDADE DA RAÇA ARIANA representada pelo povo alemão e a predestinação do líder( FUHRER ) dos alemães para impor o estado germânico sobre o resto do mundo.  👀Recuperada a liberdade, Hitler dedicou-se a reorganizar o partido e a prepará-lo para a conquista do poder pela via eleitoral.  (...) Em 2 de agosto de 1934 Hindenburg morreu, e Hitler 👀nomeou-se presidente, comandante supremo das forças armadas e Fuhrer do Terceiro Reich.  Nos anos seguintes, seu governo perseguiu todos os grupos opositores, sobretudo os marxistas e os judeus👀👀👀.  Criou uma poderosa polícia política, a GESTAPO, e ordenou a construção de numerosos CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO.   Organizou ao mesmo tempo, uma avançada  indústria de GUERRA que converteu a Alemanha no país mais bem armado da Europa.  Tornou-se muito rico👀mas levava uma vida ascética.   (...)Os dois primeiros anos da Segunda  Guerra Mundial foram favoráveis à Alemanha; mas o ataque à União Soviética em junho de 1941 marcou, depois de grandes vitórias iniciais, uma mudança decisiva na balança militar.  Os soviéticos👀👀👀 resistiram à invasão do Exército alemão, o qual, a partir de 1942, e sobretudo depois da entrada dos Estados Unidos no conflito, sofreu enorme desgaste nas diversas frentes.  👀Em julho de 1944, Hitler ficou ligeiramente ferido num atentado perpretado por um grupo de militares e desde então isolou-se ainda mais.  Em janeiro de 1945, quando a derrota da Alemanha era só uma questão de tempo, começou a apresentar sinais de senilidade, talvez loucura, e refugiou-se com a mulher Eva Braun, no bunker (abrigo subterrâneo) da chancelaria em Berlim.   👀Ali se casaram❤, em 29 de abril de 1945.  No dia seguinte, quando trópas soviéticas👀👀👀👀 já haviam penetrado em Berlim, ambos se suicidaram.   Em obediência as sua ordens, os dois corpos foram encharcados com gasolina, queimados e enterrados nos jardins do quartel-general nazista.   Segundo documentos russos, divulgados em 1995, os restos de Hitler foram trasladados para uma base militar em Magdeburg.  Em 1970, os despojos, mal queimados, foram cremados para que não se tornassem foco de homenagem de neonazistas.👀  A morte de Adolf Hitler: No fim de manhã de 30 de abril, o Tiergarten foi conquistado pelos soviéticos e anunciou-se a presença de uma unidade vanguardista vermelha na rua  que dava para a chancelaria . 👀 (...) " Hitler disse: Quero que escrevam em meu túmulo: Foi vítima dos seus Generais ! ".  (...) Eva quem morreu primeiro, tomando veneno, Hitler se matou com um tiro.   Hitler👀foi enterrado nos destróços da derrota; não foi enterrado em Munique, como o queria e o dissera ao arquiteto Giesler ( Aqui eu nasci, aqui eu iniciei o movimento e aqui reside meu coração " ).  Faltou alguém naquela lúgubre cerimônia que recitasse o poema que Baldur von Schirach compusera com as próprias palavras do Fuhrer.👀   (Fonte: Adolf Hitler, John Toland, vol. 2, Livraria Francisco Alves Editora, Rio de Janeiro, 1978 ).    " Quem quiser salvar o mundo apodrecido, deve ter a coragem de mostrar as causas primárias desse mal " - Hitler 👀 ____  1945 __ O dever de recordar: " Ninguém pode entender o século XX sem a Segunda Guerra Mundial, cujo fim violento é rememorado nesta semana em Londres, Paris, Berlim e Moscou.  Nenhuma outra guerra matou tanta gente e mudou tanto.  A Ordem Mundial que ela criou começou a desmoronar apenas em 1989, com a queda do Muro de Berlim...Nunca a humanidade se sentiu tão claramente dividida entre o bem e o mal.  (...) A política de extermínio 👀👀👀com métodos industriais, praticada pela Alemanha nazista, exigiu até ressucitar uma velha palavra  de origem religiosa _ HOLOCAUSTO👀👀👀, para descrever o genocídio, entre outras vítimas, de 6 milhões de judeus europeus.   A SEGUNDA GUERRA FOI A GUERRA DA SOCIEDADE INDUSTRIAL; no que ela tem de mais avançado e de mais tenebroso.  O COMPUTADOR, O AVIÃO A JATO, O TECIDO SINTÉTICO, O RADAR E O FOGUETE BALÍSTICO foram inventados ou desenvolvidos em função do conflito.  O MEDO DE QUE OS NAZISTAS CHEGASSEM LÁ PRIMEIRO LEVOU OS ESTADOS UNIDOS A FABRICAR A BOMBA ATÔMICA, que seria jogada em agosto de 1945 sobre HIROSHIMA e NAGASAKI para encerrar a guerra com o JAPÃO. (...) O mundo foi exposto de tal forma a massacres, carnificinas, matanças, torturas monstruosas e perseguições étnicas que, desde então, a capacidade de se chocar parece ter diminuído.👀👀👀 (...) Tornou-se moda, entre historiadores, dizer que a Segunda Guerra começou em 1919, embora o motivo direto de sua deflagração possa ser simplificado em duas palavras: ADOLF HITLER👀.  (...) Até agora, existia a lenda de que os responsáveis pelo extermínio sistemático de judeus eram os Einsatzgruppen ( grupos especiais formados por policiais, SS e SD ), diz Hannes Heer, historiador diretamente responsável pela exposição de Hamburgo.  " O ESTUDO ACURADO DAS ORDENS DE ESCALÃO INTERMEDIÁRIO DA WEHRMACHT CONTA UMA HISTÓRIA TOTALMENTE DIFERENTE ".👀  Este livro Clipping Hitler por ele mesmo, não é uma apologia a Hitler ou à doutrina.  Apenas mostra os perigos que há em cultivarmos valores altamente negativos.  O leitor tem o direito de fazer o seu próprio julgamento.   ( Resumo do livro ).

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Hitler por ele mesmo - O Forte é mais Forte sozinho - parte 18





(...) (Faltou a parte " Hitler na casa paterna ", é só conferir no livro Clipping - Martin MClaret - Hitler por ele mesmo ).  👀No capítulo precedente, tive ocasião de mencionar a existência de uma associação formada por ligas racistas alemãs, e desejo, aqui, elucidar, em poucas palavras, o problema dessas organizações.  Geralmente entende-se por associação trabalhista um agrupamento de ligas que, para facilitarem o seu trabalho, assumem compromissos recíprocos, escolhem uma direção comum, de competência mais ou menos reconhecida, para realizarem uma ação de conjunto.👀Só por esse fato, já se vê que se trata de associações ou partidos, cujas finalidades são mais ou menos idênticas.  (...) Seria lógico que cada liga visasse apenas a um fim.  Incontestavelmente, esse objetivo só tinha sido visado por uma liga.  Em determinada liga👀, um indivíduo proclama uma verdade, convida outros a resolver uma questão, propõe uma finalidade e organiza um movimento que tende à realização de seu objetivo.  👀Funda-se assim uma associação ou um partido que, segundo seu programa, deve conseguir ou a supressão dos males existentes ou o estabelecimento de condições especiais para o futuro.  Logo que surge um tal movimento, possui 👀 ele praticamente um certo direito de prioridade.  👀Nada mais natural que todos os homens, visando ao mesmo objetivo, se filiassem à causa comum.  Cada indivíduo que pensa por si deveria ver em uma tal filiação a condição indispensável para o êxito da causa coletiva.  Para atingir esse objetivo só um movimento organizado pode ser eficiente.  👀(...) Aqui também, pela ordem natural das coisas, certamente será o mais forte quem for escolhido para cumprir a grande missão; apenas os outros só muito tardiamente reconhecem o fato de ser este o único eleito.   (...) O ponto trágico reside no fato de que esses indivíduos aspiram, por caminhos diferentes, a fim idêntico, sem se conhecerem entre si, e, por isso mesmo, na forma mais ingênua em sua própria missão, vão seguindo o seu caminho, julgando-se no dever de cumpri-la sem a menor consideração para com os outros👀.  (...) O Reich alemão surgiu justamente daquilo que milhões de alemães consideravam, como coração sangrando, como o último e mais terrível emblema da nossa briga entre irmãos: a coroa imperial da Alemanha saiu verdadeiramente do campo de batalha de Koniggratz e não dos combates de Paris, como geralmente se supõe.  A Fundação do Reich alemão 👀não foi o resultado de qualquer aspiração comum animando iniciativas comuns; resultou muito mais de uma luta, ora consciente ora inconsciente, pela hegemonia, dessa luta foi a Prússia que saiu vitoriosa por fim.  (...) 👀Ninguém deve esquecer que tudo o que há de verdadeiramente grande neste mundo não foi jamais alcançado pelas lutas de liga, mas representa o triunfo de um vencedor único.👀O Êxito de coalizões já trás na sua origem o germe da Corrupção Futura.  Na realidade só se concebem grandes revoluções suscetíveis de causar verdadeiras mutações de ordem espiritual, quando arrebentam sob a forma de combates titânicos de elementos isolados.👀👀👀, nunca, porém, como empreendimento de combinações de grupos.  É assim que, antes de tudo, o Estado nacionalista nunca será criado pela vontade vacilante de uma associação nacional de operários, mas unicamente pela vontade férrea do movimento que sozinho alcançou a vitória na luta contra todos.👀 (Fonte: Minha Luta, Adolf Hitler, Editora Mestre Jou, São Paulo, 1962.  Também foi consultada e usada a ed. da Editora Globo, Porto Alegre, 1939 ). 👀 Hitler por Outros __ A personalidade de Hitler por Jean-Michel Angebert:  " A personalidade de Hitler sempre foi um enigma, mesmo para os seus mais próximos colaboradores; daí que, com mais fortes razões, os historiadores desejosos de esboçarem um retrato fiel do mestre do Terceiro Reich se encontrarem numa situação embaraçosa.  👀Hitler foi descrito, indiferentemente, como um louco, um gênio, um possesso, um criminoso, e mesmo um pequeno-burguês, o que, confessemo-lo, é bastante paradoxal e contraditório.  👀(...) Conhecem-se os seus dons de orador, pregando o novo evangelho dos arianos, ressuscitando com uma intuição inquietante a eloquência medieval dos profetas místicos e iluminados.  👀Quando se dirigia as multidões, Hitler entrava verdadeiramente em transe...era efetivamente o Trommel, o tambor da Alemanha, como ele próprio gostava de intitular-se.  (...) O sul da Alemanha é um autêntico viveiro de médiuns: Stockhamer, os irmãos Schneider, ocultistas conhecidos👀👀👀no mundo inteiro, não nasceram, como Adolf Hitler, na cidade de Braunau (pergunta).  (...) Não se pensou que o vegetariano hitleriano concordava admiravelmente com a doutrina cátara, assim como a recusa dos prazeres sensuais correspondia à ética dos perfeitos.  (...) Na verdade Hitler acreditava na reencarnação das almas no corpo dos animais, como os budistas e os cátaros, que aderiam à metempsicose.  👀

Hitler por ele mesmo _ O começo da minha atividade política - parte 17


👀 (...) Durante a nova revolução dos Conselhos, assumi, pela primeira vez, uma atitude que me custou a má vontade do Conselho Central.  Em 27 de abril de 1919, pela manhã cedo, eu devia ser preso.  Entretanto, diante de um fuzil com que eu os ameacei , os três rapazolas incumbidos de me prender perderam a coragem e desistiram da idéia.  👀Alguns dias depois da libertação de Munique, fui intimado a comparecer diante da Comissão de sindicância, a fim de prestar esclarecimentos sobre os conhecimentos relativos à revolução no segundo regimento de infantaria.  Foi essa a minha primeira 👀incursão no campo da atividade puramente política.  (...) O nome do movimento a ser inaugurado, tinha de ser, desde o princípio, oferecer a possibilidade de uma aproximação com a grande massa 👀👀👀.  Assim, ocorreu-me o nome Partido Social Revolucionário, e isso porque os pontos de vista sociais do novo partido significavam na realidade uma revolução.  👀A razão mais profunda, entretanto, estava no seguinte: conquanto eu me tivesse ocupado outrora do exame dos problemas econômicos, nunca tinha ultrapassado os limites de certas considerações despertadas pelo estudo das questões sociais.  👀Somente mais tarde alargaram-se os meus horizontes com o exame da política de aliança da Alemanha.  Essa política, em grande parte, era o resultado de uma falsa avaliação do problema econômico, bem como da falta de clareza quanto às possíveis bases de subsistência do povo alemão no futuro  👀.  (...) Pela primeira vez na minha vida assisti a uma exposição de princípios relativa ao capital internacional, no que diz respeito a movimentos de bolsa e empréstimos.  👀(...) Quanto mais abstratamente certa, e portanto, mais formidável for uma idéia, tanto, mais impossível se torna a sua realização, uma vez que ela depende de criaturas humanas👀👀👀  É por isso que não se deve medir a importância dos doutrinadores pela realização de seus fins, e sim, pela verdade destes e pela influência que eles tiveram no desenvolvimento da humanidade.  👀Se assim não fosse, os fundadores de religiões não poderiam ser considerados entre os maiores homens deste mundo, porquanto a realização de suas intenções éticas nunca será, nem aproximadamente, integral.  👀Mesmo na religião do amor, na sua ação, não é mais do que um reflexo fraco da vontade de seu sublime fundador, a sua importância, entretanto, reside nas diretrizes que ela procura imprimir ao desenvolvimento geral da cultura e da moralidade entre os homens.  👀A grande diversidade entre os problemas do doutrinador e os do político é um dos motivos por que quase se encontra uma união entre os dois, em uma mesma pessoa. Isso se aplica sobretudo, ao chamado político de " sucesso ", de pequeno porte, cuja atividades de fato nada mais é do que a " arte do possível ", como modestamente Bismarck cognominava a política.  👀(...) Os fatos, mais tarde, vieram demonstrar quão certo era o nosso pressentimento de então.  Hoje em dia não somos mais ridicularizados pelos idiotas da nossa política burguesa; hoje em dia, mesmo esses, desde que não sejam mentirosos conscientes, reconhecem que o capital internacional não foi só o maior instigador da guerra, como, mesmo após o término da luta, continua a transformar a paz num inferno. 👀(...) Deve -se tomar nota do seguinte: toda idéia, por melhor que seja, torna se perigosa quando ela imagina ser desideratum, quando na realidade não é mais do que um meio para um fim. 👀Para mim, porém, e para todos os verdadeiros nacional-socialistas, só havia uma doutrina: Povo e Pátria.  👀👀👀O objetivo da nossa luta deve ser o da garantia da existência e da multiplicação da nossa raça e do nosso povo, da subsistência de seus filhos e da pureza do sangue, da liberdade e independência da Pátria, a fim de que o povo germânico possa amadurecer para realizar a missão que o criador do universo a ele destinou. 👀(...)Comecei a compreender e a aprender, só agora, o sentimento e a finalidade da obra do judeu Karl Marx.  Só agora, compreendi bem o livro " O Capital ".  👀(...)Dias depois determinaram a minha inclusão num regimento de Munique como " oficial de cultura intelectual ".  (Fonte: Minha Luta, Adolf Hitler, Editora Mestre Jou, São Paulo, 1962.  Também foi consultada e usada a edição publicada pela Editora Globo, Porto Alegre, 1939 ).

Hitler por ele mesmo - A Guerra Mundial - parte 16


(...) Quando ainda jovem 👀, na fase em que tudo nos sorri, nada me fazia tão triste como ter nascido justamente em uma época em que todas as honras e glorias eram reservadas a negociantes ou a funcionários do governo.  As ondas dos acontecimentos históricos aparentemente tinham arreferecido, e de tal maneira que o futuro, na realidade, parecia pertencer à " concorrência pacífica dos povos ", isto é, a uma calma e recíproca ladroagem, pela eliminação dos métodos violentos da reação das vítimas👀👀👀.  Os diferentes países começavam a se assemelhar, cada vez mais (...) Essa evolução parecia não só permanente, como destinada também a, algum dia ( com a aprovação geral ), transformar o mundo inteiro em uma única  e grande casa de negócios, em cujas ante-salas seriam expostos, para a posteridade, os bustos dos mais atirados especuladores e dos mais ingênuos funcionários da administração.  Os comerciantes poderiam ser então representados pela Inglaterra; os funcionários administrativos seriam os alemães; os judeus, porém, fariam o sacrifício de ser os proprietários, pois que, como eles próprios confessam, nunca lucram, sempre têm de " pagar " e, além disso, falam a maioria das línguas.  Ah, se me tivesse sido possível ter nascido cem anos antes: mais ou menos no tempo das guerras da independência, quando o homem, mesmo sem negócios, ainda valia alguma coisa!! 👀 Muitas vezes me ocorriam pensamentos desagradáveis relativos à minha peregrinação terrena, demasiado tardia na minha opinião; e a época " de calma e ordem " que se me deparava eu a considerava uma infâmia imerecida do destino. 👀( A gesticulação de Hitler nos discursos tornou-se proverbial.  Segundo consta, seu professor nessa estratégia de retórica foi o famoso vidente Hanussen ).  É que, 👀já nos meus mais tenros anos, eu não era " pacifista ".  Todas as tentativas de educação nesse sentido tinham resultado inúteis.  (...) Justamente aqueles que hoje mais vociferam contra o desencadear da guerra, foram os que mais funestamente ajudaram a atiçá-la.  Eu👀 creio que já nessa época meu talento verbal se adestrava nas discussões.  (...) O que veio tinha de vir e, em hipótese nenhuma, poderia ser evitado.  A culpa do governo alemão, nesse caso, foi de perder sempre as boas oportunidades de intervenção, por causa da preocupação constante de manter a paz.  👀Assim agindo, o governo se emaranhava numa coligação destinada à manutenção da paz universal, para tornar-se, por fim, a vítima de uma coligação do mundo inteiro, que antepunha à pressão pela manutenção da paz a determinação de fazer a guerra.  👀Em 1914, a luta do ano, não foi na realidade, imposta, e sim desejada pelo povo inteiro.  Todos queriam acabar de vez com uma insegurança generalizada.  Só assim, pode-se também compreender que mais de dois milhões 👀👀👀👀👀 de alemães, homens e rapazes, se pusessem voluntariamente sob a bandeira, decididos a protegê-la com a última gota do seu sangue.  👀Aquelas horas foram para mim uma libertação das desagradáveis recordações da juventude. Até hoje não me envergonho de confessar que, dominado por delirante entusiasmo, caí de joelhos e, de todo coração, agradeci aos céus ter-me proporcionado a felicidade de poder viver nessa época.  Tinha se desencadeado uma luta de libertação, a mais formidável que o mundo jamais vira, pois, logo que a fatalidade tinha se iniciado o seu curso, as grandes massas perceberam que, dessa vez, não se tratava do destino nem da Sérvia nem da Áustria, e sim, da vida ou morte da nação alemã.  (...) Em geral, naquela época, ninguém podia ter a menor ideia da duração da luta que, então se iniciava.  👀Geli Raubal, sobrinha de Hitler e seu grande amor, matou-se no apartamento dele em Munique, em 1931.❤

(...) 👀 Assim continuou a luta, ano a ano.  Ao romantismo das batalhas tinha  sucedido o horror.  Chegou a época, em que cada um tinha de lutar entre o instinto de conservação e o imperativo do dever.  Também eu não escapei a essa luta.  (...) Naquela época eu não queria saber de política; entretanto, não tinha outro remédio senão tomar partido.  (...) Foi tolice rematada identificar o trabalhador alemão com o marxismo, nos dias de agosto de 1914.  O trabalhador alemão tinha se livrado, justamente naquela época, desse veneno.  Se assim não fosse, ele nunca se teria apresentado para a guerra.  👀 Pensou-se estupidamente que o marxismo tinha se tornado  " nacional ".  Essa suposição, só serve para mostrar que, nesses longos anos, nenhum dos dirigentes do Estado tinha se dado ao trabalho de estudar a essência dessa doutrina, pois, se assim fosse, dificilmente se teria propalado semelhante tolice.  👀O marxismo, cuja finalidade última é e será sempre a destruição de todas as nacionalidades não-judaicas.   (...) Toda força que não provém de uma firme base espiritual torna-se indecisa e vaga.  (...) A considerar👀outra coisa: toda concepção universal, seja ela religiosa ou política __ as vezes é dificil estabelecer a linha divisória __ luta menos pela destruição negativa do mundo de idéias contrário do que pela vitória positiva de suas próprias idéias.  👀 A luta consiste, assim, menos na defensiva do que na ofensiva.  Entretanto, ela ainda leva vantagem, pois tem o seu objetivo determinado, isto é, a vitória da própria idéia, enquanto, inversamente, é difícil determinar quando está atingido o fim negativo da destruição da doutrina inimiga.  👀 Aqui também a decisão pertence ao ataque e não à defesa.  A luta 👀 contra uma força espiritual por meios violentos só é uma defesa enquanto as armas não são elas mesmas portadoras e disseminadora de uma nova doutrina.  Resumindo, 👀 pode se estabelecer o seguinte: toda tentativa de combater pelas armas um princípio universal tem de ser mal-sucedida, enquanto a luta não tornar rigorosamente forma de ofensiva por novas idéias.  É somente na luta de dois princípios universais que a força bruta, empregada persistente e decididamente, pode provocar a decisão favorável ao lado por ela sustentado.  Foi por isso que até então tinha fracassado a luta contra o marxismo. 👀Esse foi o motivo pelo qual a legislação socialista de Bimarck acabou falhando, e tinha de falhar.  👀Faltou a plataforma de uma nova doutrina universal por cuja vitória se deveria ter lutado.  De fato, 👀 estimular uma luta de vida e morte com expressões vazias, tais como " autoridades do Estado ", " paz, e ordem " é algo que só poderia mesmo ocorrer a altos funcionários de secretaria, sabidamente ocos de idéias.  Faltando 👀, como faltou, nessa luta, uma verdadeira base espiritual, teve Bismarck de contar, a fim de poder introduzir a sua legislação socialista, com uma instituição que nada mais era do que um aborto do comunismo.  (...) 👀De fato, em 1914, seria possível imaginar uma luta contra a social-democracia.  Agora, predizer o tempo da duração desse embate seria duvidoso, uma vez que faltava um sucedâneo prático para ela.  Aqui, havia uma grande lacuna.  Eu possuía essa opinião já muito antes da guerra, e por isso, nunca pude me decidir a me aproximar de um dos partidos existentes.  👀No decorrer dos acontecimentos da Guerra Mundial tive essa minha opinião reforçada pela impossibilidade visível de começar a luta sem tréguas contra a social-democracia, já que faltava um movimento que fosse mais do que um partido " parlamentar ".  Muitas vezes, 👀👀👀 externei minha posição a esse respeito com meus camaradas mais íntimos.  Apareceram-me então as primeiras idéias de, mais tarde, tomar parte na política.  👀 Foi justamente esse motivo que fez com que eu muitas vezes comunicasse ao pequeno círculo de meus amigos a minha intenção de que, passada a guerra, combinar o meu trabalho profissional com a atividade política, como orador.  👀  Creio que isso estava resolvido, no meu espírito, com toda a seriedade.  (Fonte: Minha Luta, Adolf Hitler, Editora Mestre Jou, São Paulo, 1962 ). 👀

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Hitler por ele mesmo - parte 15


(...) O ano de 1943 é mais trágico para os judeus prisioneiros dos alemães👀👀👀👀.  Em 25 de julho de 1943 o Grande Conselho do partido dá um voto de confiança a Mussolini, e poucas horas mais tarde ele é detido: um novo governo é constituído pelo generaal Pietro Badoglio, apoiado pelo exército e pela coroa.  Essa notícia pega Hitler👀de surpresa, mas logo providencia as medidas necessárias.  (...) Em 12 de setembro, um pelotão de alemães 👀👀👀liberta Mussolini de seu cárcere em Campo Imperatore (Gran Sasso).  É muito importante para Hitler ter junto de si o colega ditador: coloca-o, com efeito, à testa de um novo Estado, na Itália, a República da Saló, para demonstrar que o aliado voltou firme a seu lugar e para sustar, desse modo, a prevista desagregação do Eixo na Europa.  (...) Durante todo o ano de 1944, todavia, Hitler continua tendo esperanças na vitória.  👀Suas condições físicas pioraram, seu estado nervoso é cada vez mais instável.  Iludira-se em 1941, pensando que suas tropas seriam recebidas, na Rússia, como libertadoras e que o sistema socialista se fragmentaria, assim; mas o próprio sistema brutal de governo, adotado pelos  nazistas👀👀👀 nos territórios ocupados, tinha dissipado essa possibilidade, se é que existia.  (...) No verão de 1944, porém, a situação está definitivamente comprometida para as forças do Eixo.  (...) Em 20 de julho de 1944, no auge da crise bélica, a oposição interna ao nazismo tenta derrubar o regime.  (...) Naquele dia, pois, o coronel Klaus von Stauffenberg dirigi-se ao quartel-general de Hitler, carregando uma bomba na pasta de couro; senta-se um pouco mais de dois metros à direita do Fuhrer apóia a pasta junto da maciça perna da mesa; depois sai do bunker, com uma desculpa qualquer.  👀👀👀A explosão é terrível, mas, poucos instantes após, Hitler👀sai cambaleando, incólume, da devastação e da fumaça do incêndio.  Quando chega a Berlim a notícia chega de que Hitler👀não morrera, os conjurados ficaram consternados e sem ação.  A vingança de Fuhrer é tremenda: em poucos dias, todos aqueles que, de um modo ou de outro, são considerados contrários ao regime são presos e mortos: uma lista não definitiva conta 4.980 vítimas certas👀👀👀👀.   Depois do atentado de 20 de junho, as condições físicas de Hitler👀pioram, sensivelmente.  Assiduamente vê-se obrigado a guardar o leito por causa de enxaquecas, tremores nos braços e nas pernas, cãibras no estômago sempre mais frequentes, distúrbios de garganta; assiste-o  um médico de aparência bastante equívoca, o dr. Morell, que recorre a tratamentos intermináveis à base de entorpecentes.  (...) Em 31 de agosto, Fuhrer proclama a mobilização total: são recrutados todos os homens, de quinze a sessenta anos, ao mesmo tempo em que o ministro Speer consegue espremer das fábricas semidestruídas do Reich uma quantidade de armamentos até superior à do primeiro semestre de 1944.  (...) Hitler👀havia agora entendido que perdera a guerra e entende que também para ele não há esperanças: mas, nesse momento, quer que toda a Alemanha sucumba com ele.  A 19 de março ordena que, diante do inimigo, se deixe a " terra queimada ", de modo que nada permaneça de pé desde que Fuhrer e a nação sejam derrotados.  👀Hitler passa agora seus dias no bunker da Chancelaria de Berlim.  Com ele está Eva Braun, que na hora derradeira quis ligar a ele seu destino.  Quando os exércitos russos👀👀👀 chegam à periferia de Berlim, inicia-se a crônica dos últimos dias do Fuhrer e do Terceiro Reich.  20 de abril de 1945, 👀Adolf Hitler completa cinquenta e seis anos, e pela última vez todos os chefes nazistas👀👀👀👀se reúnem ao Fuhrer para cumprimentá-lo; além de Martin Bormann, o onipotente secretário do partido, estão presentes Goring, Goebbels, Himmler, Speer e Joachim von Ribbentrop, o ministro do Exterior.  A conversa gira em torno de vários assuntos, mas o foco de toda preocupação é este: o Fuhrer tomará a decisão de deixar Berlim para o mais seguro refúgio de Berchtesgaden (pergunta).  👀Hitler com decisão, responde que não.  Recusa-se até mesmo a sair do bunker para tomar um pouco de ar: os canhões da última batalha ribombam nas proximidades do edifício. 21 de abril, sábado.  O Fuhrer acorda sobressaltado com os disparos da artilharia soviética martelando o centro da cidade.  Imediatamente Hitler👀ordena um contra-ataque que jamais se realizará.  22 de abril, domingo.  Após uma injeção estimulante, aplicada por Morell, Hitler recebe o habitual relatório dos generais (entre outros há Donitz, Keitel e Jodl).  Mas bem em meio à reunião Hitler👀em uma série de acusações, dirigidas contra todos e contra tudo, e conclui anunciando que se matará com um tiro de revólver.  23 de abril, segunda- feira.👀Hitler envia Keitel e Jodl para Berchtesgaden sem nenhuma instrução: chega a bunker, para a despedida final, o ministro Speer, que confessa abertamente ao Fuhrer não ter dado cumprimento integral à ordem de " arrasar tudo ": Hitler👀no entanto, mostra-se sereno.  Enquanto no mundo, se espalha a notícia de que o Fuhrer permanecerá em Berlim até o final dos acontecimentos, Himmler encontra-se com o conde sueco Bernadotte, em Lubeck, para propor aos anglo-americanos a paz em separado.  24 de abril, terça-feira.  De madrugada, chega uma carta de Goring, onde o Reichsmarschall declara-se pronto para tomar o lugar do Fuhrer, Hitler👀se enfurece e exonera Goring de todos os cargos, por alta traição.  27 de abril, sexta-feira.  Hitler👀 distribui ampolas de cianureto a todos os companheiros fiéis que permaneceram na Chancelaria: discutem como se deve preparar o suicídio coletivo, enquanto bunker é sacudido pelos tiros da artilharia pesada soviética.  A resistência, na cidade, está no fim.  28 de abril, sábado.  Agências de informação espalham a notícia das negociações de Himmler (sem nenhum êxito) para concluir uma paz em separado.  Na Chancelaria é fuzilado Fegelin, o representante de Himmler.  Himmler👀é declarado traidor e condenado à morte.  Existe ainda a possibilidade de uma fuga por meio de um avião, mas o Fuhrer recusa a proposta.  29 de abril, domingo.  Entre uma e três horas da madrugada, Hitler👀casa-se com Eva Braun❤.  A cerimônia, tendo Bormann e Goebbels como testemunhas, é rápida.  Abrem-se em seguida algumas garrafas de champanhe, e, enquanto os hóspedes conversam sobre os bons tempos passados, o Fuhrer retira-se para seu quarto com a secretária, Frau Junge, a quem dita o testamento político e pessoal.  Como seu sucessor, foi indicado o almirante Donitz; Goebbels foi nomeado chanceler; Bormann, ministro do partido.  À noitinha chega a notícia da morte de Mussolini👀.  Á meia noite Hitler👀 faz sua cadela Blondi provar o efeito do cianureto.  30 de abril, segunda - feira.  Os russos encontram-se a não mais do que duas quadras da Chancelaria.  Por colta das 14 horas, após o almoço,Adolf e Eva Hitler👀👀recolhem-se ao seu quarto.  As 15h30, seus corpos são retirados do bunker envolvidos em uma coberta: colocados na cratera escavada por uma bomba, são banhados de gasolina e em seguida incinerados.  Primeiro de maio, terça-feira.  Cerca de meio dia, alguns enviados do novo chanceler Goebbels põe-se em contato com o general russo Antonov para tratar da paz em separado, mas sem sucesso.  Ao cair da noite, quase todos os hóspedes da Chancelaria tentam fugir; consegue-o, entre outros, Martin Bormann, a cujo respeito se ouvirão mais tarde muitos boatos.  Não foge Goebbels👀 que, depois de mandar matar seus seis filhos👀👀👀👀👀👀, acaba com a vida juntamente com sua mulher.  2 de maio, quarta-feira.  Os remanescentes da guarnição de Berlim rendem-se por ordem do general Weidling.  4 de maio, sexta-feira.  O soldado russo Ivan Curakov descobre, perto da Chancelaria, os corpos do casal Hitler e de seus cães👀👀👀👀👀     7 de maio, segunda-feira.  O general Jodl e o almirante von Freideburg assinam a rendição incondicional da Alemanha.  (Fonte: Hitler __ Pró e Contra, Edições Melhoramentos, São Paulo, 1975 ).




segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Reza a Lenda que quando a chuva é bem forte, cheia de raios e trovões, Xangô está fazendo amor com Iansã.




Hitler por ele mesmo - parte 14



👀👀👀👀👀 Quem quiser viver é constrangido a matar martelo ou bigorna.  Minha intenção é preparar o povo alemão para ser o martelo.  Hitler 👀

Hitler por ele mesmo - parte 13



👀👀👀👀👀👀No exterior, ao contrário, para ganhar tempo, Hitler oferece a visão de uma Alemanha produtiva e pacífica, preocupada somente em melhorar seu nível social para reencontrar, assim, na Europa, seu lugar de nação civilizada, em plano de paridade perfeita com as demais potências.  (...)Em 1936, Hitler joga a carta mais perigosa de todo o seu jogo diplomático, procedendo à ocupação da Renânia ( desmilitarizada após o Tratado de Versalhes ), mais uma vez trovejam apenas as notificações dos protestos oficiais: a França mobiliza tropas 👀👀👀👀👀👀👀para a fronteira, os alemães ficam apreensivos, mas ninguém abre fogo.  Assim, o ano de 1936 é um ano de sorte para Hitler, que celebra pomposamente seu triunfo do mundo inteiro, por ocasião das Olimpíadas de Berlim.  A Alemanha voltou ao rol das grandes potências e uma nova estrutura se delineia na Europa: de um lado, o eixo Roma-Berlim, que se consolidou depois do empreendimento italiano na Etiópia e da deflagração da guerra civil na Espanha; de outro, a França, que buscou a aliança com a Polônia, a URSS e a Tchecoslováquia; e enfim, a Inglaterra, em uma posição de mutável e difícil equilíbrio.  (...) É num dia de novembro de 1937 que Hitler decide passar à segunda parte de seu programa: A Áustria é o primeiro Estado europeu que cai nas mãos de Hitler.  👀Mussolini será cada vez menos disposto a garantir, com sua proteção, a independência da pequena nação alemã.  No início de 1938 a ação se precipita, depois da descoberta, em Viena, de planos nazistas 👀👀👀👀👀para a conquista do poder pela violência.  O chanceler austríaco Kurt von Schuschnigg pede audiência a Hitler, e o encontro se realiza em 12 de fevereiro, na residência do Fuhrer em berchtesgaden.  É um ultimato: ou o governo austríaco consente em conceder parte do poder aos nazistas, ou as tropas 👀👀👀👀do Reich invadirão a Áustria.  (...) A Áustria é uma província do Reich alemão... Depois da Áustria é a vez da Tchecoslováquia.  (...) Hitler 👀tem a seu favor os governos italiano, húngaro e polônes, contra si, teoricamente, a França e a URSS, ligadas a Tchecoslováquia por um pácto de assistência mútua, e a Inglaterra.  Mas o governo conservador inglês acredita que a única maneira de manter a paz, seria a de favorecer as pretensões hitleristas de anexão e de ocupação militar👀👀👀imediata dos sudetos.  (...)Os passos que se seguem são de uma simplicidade elementar para Hitler e de uma desconcertante dramaticidade para as potências ocidentais, convencidas de terem pago em Munique (mas não de seu próprio bolso ) o último tributo à voracidade do Fuhrer.  Suas manobras políticas não mais teriam sucessos pacíficos.  No entanto, na noite de 14 para 15 de março de 1929, após um atormentado colóquio, em Berlim, com o premier tcheco Hácha, Hitler consegue a entrega da Tchecoslováquia.  No dia 15 de novembro as 👀👀👀👀tropas alemãs entram em Praga.  (...) Hitler👀proclama em 16 de março: a Tchecoslováquia, desaparece do mapa.  Depois da Tchecoslováquia, a Polônia.  (...) Em 23 de agosto de 1939, foi assinado em Moscou o pacto de não-agressão russo-alemão, um acordo evidentemente tático, mas que surpreende o mundo.  (...) A 31 de agosto, na fronteira polonesa, sucedem alguns incidentes, simulados por agentes alemães da 👀Gestapo.  (...) Em 3 de setembro de 1939, a Grã-Bretanha e a França declaram guerra à Alemanha: quando Hitler👀deixa Berlim para dirigir-se a seu quartel-general no front, o povo não aplaude.  Bastam três semanas para obrigar a Polônia a ajoelhar-se e, no fim do mês, ela não existe mais.  Também a União Soviética se apoderou de uma parte de seu território.  Os primeiros anos de guerra são um canto de vitória para os exércitos de Hitler👀👀👀; na primavera de 1940 os nazistas lançam-se inicialmente ao norte, contra a Dinamarca e a Noruega (9 de abril) e em seguida a oeste, contra a Holanda, a Bélgica e a França (10 de maio).  A máquina de guerra👀alemã move-se dentro de uma perfeita e afortunada escolha de tempo e por meio de ações baseadas na velocidade de execução.  A surpresa é justamente o fator decisivo da vitória no norte (a Noruega se entrega nos primeiros dias de junho), enquanto, contra a França, são decisivas as rápidas operações das divisões blindadas no front das Ardenas.   Dois dias após o primeiro assalto👀, os Panzer de Hitler rompoiam as linhas francesas e penetravam no interior - quase sem encontrar resistência -, convergindo em seguida para a costa norte.  Dessa maneira, o grosso dos franceses e o corpo expedicionário inglês, empenhados na Bélgica, estavam encurralados, 👀👀👀e somente graças à famosa retirada de Dunquerque puderam ser em grande parte evacuados para a outra margem da Mancha.  Em 10 de junho, quatro dias antes da queda de Paris, também a Itália entrava em guerra, para participar a vitória do Eixo.   (...) Adolf Hitler 👀mantinha assim sua solene promessa: vingar a humilhação de 1918.  (...) Abre-se assim, um ano de intensas e complexas manobras no campo diplomático e militar.  Hitler porém, é tão hábil e felizardo nas campanhas bélicas quanto ineficiente e trapalhão nas negociações políticas.  (...) Mas na primavera de 1941 Hitler 👀se vinga pelas armas.  (...) A investida das colunas nazistas contra a Rússia, começa em 22 de junho e apanha Stalin👀 de surpresa: após menos de um mês, os alemães conquistam Smolensk, a cerca de trezentos e cinquenta quilômetros de Moscou  e a mais de setecentos quilômetros da base de partida.  👀Hitler prevê que até fim de setembro a Rússia será sua.  O longo e rígido inverno russo 👀👀👀bloqueia os três exércitos nazistas à curta distância dos respectivos objetivos: Stalingrado, Moscou e Leningrado.  👀Hitler, já comandante supremo das forças armadas, assumiu agora também o cargo específico de chefe da Werhrmacht.  Está envelhecido 👀👀, desgastado, mais pelo estresse nervoso do que pela idade.  Permanece quase sempre em seus quartéis-generais de Rastemburgo ( o covil do lobo ), na Prússia oriental, ou de Vinnitsa, na Ucrânia, e suas idas a Berlim, Munique e Berchtesgaden são cada vez mais raras.  Em 6 de dezembro de 1941 os russos desfecham a primeira ofensiva pesada, e é a primeira derrota séria do Reich.   No dia seguinte, o inesperado ataque japonês👀 à base de Pearl Harbour leva os Estados Unidos a entrarem na guerra.  O ano de 1942 é o ano chave.  👀👀👀Estimulada pelo povo ministro do Armamento, Albert Speer, a Alemanha eleva ao máximo seu esforço de produção, explorando com determinação cada vez mais brutal os recursos industriais e humanos dos territórios ocupados: Polônia, Rússia e Bálcãs, França, Países-Baixos, Dinamarca e Noruega.  A partir desse momento, intensifica-se a deportação em massa 👀👀👀👀dos trabalhadores estrangeiros para as fábricas do Reich, a exploração, nos campos de concentração, dos prisioneiros de guerra e dos judeus 👀👀👀, e o seu extermínio sistemático.  (...) As frotas submarinas espalham a destruíção entre os navios inimigos, em 23 de agosto, Stalingrado está à vista da coluna do general von Paulus.  Mas, sempre em 1942, as esquadrilhas 👀👀👀👀👀aéreas aliadas chegam aos céus alemães para bombardear as cidades e os centros industriais do Reich (a primeira incursão dá-se a 31 de maio, sobre a Colônia ); e, enquanto Hitler continua concentrando, na imensa frente russa, a maior parte das forças, suas e de seus aliados balcânicos, os anglo-americanos contra-atacam eficientemente ao sul, no setor do Mediterrâneo.  Em fins de outubro, as tropas inglesas do general Montgomery rompem as linhas do Eixo em El Alamein;a 8 de novembro as forças aliadas desembarcam no Marrocos; em Stalingrado (19 de novembro) os russos desfecham o contra-ataque.  👀👀👀👀👀É a virada decisiva da guerra.👀

sábado, 27 de janeiro de 2018

Artista peruano autodidata Victor Crisostomo Gomes








Hitler por ele mesmo - parte 12

👀👀👀👀Entre 1933 e 1939, completou a instauração do regime nazista no país, arregimentando o povo germânico e, especialmente, a juventude, para a conquista do ambicionado espaço vital. 👀 Enfim dono incontestado da Alemanha, Adolf Hitler empreende seu plano.  É um programa extremamente claro e linear, já mais de uma vez ilustrado pelo Fuhrer no Mein Kampf e também em inúmeros discursos.  O primeiro passo será de reafirmar a posição de prestígio da Alemanha no plano internacional; em seguida deverão ser reunidos em um único Reich todos os povos de raça alemã.   Evidentemente, para realizar tal programa, a Alemanha deverá logo começar a fortalecer-se de maneira a poder dispor em curto espaço de tempo de um potencial militar muito superior ao que possui atualmente.  Essa é a causa que da dúplice diretriz que Hitler👀👀👀impõe à sua política.  No interior do país inicia um programa econômico visando quase exclusivamente à expansão da produção de um " carro do povo " ( o Volkswagem ), mas na realidade a indústria automobilística  e a mecânica em geral são solicitadas a produzir quase exclusivamente automotores e veículos de guerra👀👀👀; inicia-se em seguida a construção de uma ampla rede de ferrovias e de auto-estradas, mas com objetivos sobretudo estratégicos, isto é, tendo em vista imponentes movimentos de tropas👀👀👀👀👀.  

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018