..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

domingo, 4 de janeiro de 2015

ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO (1911 - 1989), A ARTE SERGIPANA QUE GANHOU O MUNDO

ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO, LOUCO PARA ALGUNS, GÊNIO PARA OS OUTROS. DA SUCATA E DO LIXO, ELE PRODUZIA UMA SÉRIE DE TRABALHOS QUE APENAS PRETENDIAM MARCAR A PASSAGEM DE DEUS NA TERRA. ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO, HOJE CONSIDERADO UM GÊNIO DAS ARTES PLÁSTICAS BRASILEIRAS, COM TRABALHOS EXPOSTOS EM MUITAS SALAS FORA DO BRASIL. ESSA CONSAGRAÇÃO SE TORNOU CONCRETA APENAS NO FINAL DE SUA VIDA. POR MUITOS ANOS, ELE ESTEVE INTERNADO NA COLÔNIA JULIANO MOREIRA, O MAIOR E MAIS ANTIGO MANICÔMIO DO RIO DE JANEIRO, SOB A ACUSAÇÃO DE SER UM DOENTE MENTAL. QUEM PODERIA IMAGINAR QUE DAQUELE ESTRANHO MUNDO PUDESSE SAIR UM GÊNIO DA ARTE? O JORNALISTA E PESQUISADOR LUÍS ANTÔNIO BARRETO, AO SER PERGUNTADO SOBRE A MAIOR HERANÇA DEIXADA POR ESSE FANTÁSTICO PERSONAGEM URBANO, NASCIDO NA CIDADE SERGIPANA DE JAPARATUBA. BISPO DO ROSÁRIO É UM DESSES TIPOS: ELE VEIO DE UMA DAS MUITAS FAMÍLIAS POBRES DO VALE DO COTINGUIBA, QUE NAQUELA ÉPOCA, PASSAVA POR UM PERÍODO DE ESTAGNAÇÃO ECONÔMICA. A ALTERNATIVA DESSES JOVENS ERA A CARREIRA MILITAR, POIS SABIAM QUE, UMA VEZ ENTRANDO NA MARINHA, GARANTIAM CASA E COMIDA. NO RIO DE JANEIRO, EM 1925, DEIXOU A MARINHA 8 ANOS DEPOIS, A PARTIR DAÍ, ELE FOI TRABALHAR COMO EMPREGADO DE UMA INFLUENTE FAMÍLIA CARIOCA, QUE CONTINUOU GARANTINDO-LHE A CASA E A COMIDA. DEPOIS DISSO ACONTECEU MUITAS COISAS NA SUA VIDA, DELÍRIOS,VISIONÁRIO, INTERNATOS, ETC. BISPO DO ROSÁRIO CONSTRUIU UM MANTO ENQUANTO ESTAVA INTERNADO, DO QUAL ELE DIZIA QUE ERA A ROUPA QUE IA SE APRESENTAR DIANTE DE DEUS, ELE RESGATOU UMA INFLUÊNCIA DA CULTURA POPULAR. APÓS A MORTE DO ARTISTA, OS INTERNOS E MÉDICOS DA COLÔNIA CRIOU UMA ASSOCIAÇÂO DE ARTISTAS PARA CUIDAR DAS OBRAS. ALÉM DA EXPOSIÇÕES, A OBRA DEU MARGEM A UM GRANDE NÚMERO DE ENSAIOS, TEXTOS E PEÇAS PARA CINEMA, TEATRO E TELEVISÃO. O PASSADO DE ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO É PRATICAMENTE DESCONHECIDO . SABE-SE APENAS QUE ERA NEGRO, MARINHEIRO, PUGILISTA, LAVADOR DE ÔNIBUS E GUARDA-COSTAS. OS TRABALHOS DE BISPO DIVERSIFICAM-SE ENTRE JUSTAPOSIÇÕES DE OBJETOS E BORDADOS, NOS PRIMEIROS, UTILIZA GERALMENTE UTENSÍLIOS DO COTIDIANO DA COLÔNIA, COMO CANECAS DE ALUMÍNIO, BOTÕES, COLHERES, ETC, PARA OS BORDADOS, CONSEGUE OS FIOS DESFIANDO O UNIFORME AZUL DO INTERNO. NA ÉPOCA FOI LEVANTADA AS QUESTÕES ENTRE PSIQUIÁTRICOS, SOBRE O ELETROCHOQUE, AS ARTES NO INTERNO, NO INÍCIO DA DÉCADA DA 1980, A ARTE CONTEMPORÂNEA LEVANTOU A BANDEIRA CONTRA A PSIQUIATRIA.NOVAS TEORIAS SOBRE A LOUCURA. '' A EXTREMA ORIGINALIDADE QUE REVESTE A OBRA DESSES CRIADORES É FRUTO DE VÁRIOS FATORES: A QUASE AUSÊNCIA DE FORMAÇÃO ACADÊMICA, A SOLTURA EM RELAÇÃO AO ESPÍRITO DO TEMPO, O AFASTAMENTO DO CONVÍVIO SOCIAL., ETC. UM SER QUE NÃO TEVE ATELIÊ, NEM INCENTIVO POR PARTE DO MEIO. '' LUIZ CARLOS MELLO EU, CONSUELO, QUE TRABALHO COM ARTE EM PANÔ, SÓ FUI CONHECER A HISTÓRIA E OBRAS DE ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO, DEPOIS DE 10 ANOS, NUNCA ME INFLUENCIEI POR ELE, DO QUAL TERIA O MAIOR ORGULHO SE HOUVESSE INFLUÊNCIA, POIS ELE É UM MARAVILHOSO, ÚNICO, ARTISTA VISUAL, FALO É, PORQUE É ETERNO, IMORTAL, NÃO PODEMOS ESQUECE-LO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário