..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Poema sobre a existência por Aido Bonsai

A imagem macabra dos esqueletos,pretende lembrar a transitoriedade da vida.    Aonde vais, caminhante, acelerado...  Pára...não prossigas mais avante, Negócio, não tem mais importante, Do que este, à tua vista apresentado, Recorda quantos desta vida tens passado, Reflete em que terás em semelhante, Que para medicar causa é bastante, Terem todos mais nisto parado, Pondera,que influído d´essa sorte, Entre negociações do mundo tantos, Tão pouco consideras na morte, Porém, se os olhos a que levantas, Pára...porque em negócio deste porte, quanto mais tu parares, mais adiantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário