..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

AS BRUXAS

MANUAL DE CAÇA - EM 1647, FOI PUBLICADO NA ALEMANHA O MALLEUS MALEFICARUM (O MARTELO DAS BRUXAS).  ESSE GUIA DE IDENTIFICAÇÃO, TORTURA E JULGAMENTO RESAVA  QUE, SE A ACUSADA DISSESSE NÃO ACREDITAR EM BRUXAS, SERIA CONDENADA POR HERESIA.  SE RESPONDESSE QUE SIM, OS CARRASCOS FORÇAVAM A BARRA PARA SABER O QUE ELA PRATICAVA.  O LÍDER DOS EXAMINADORES OU O JUIZ DA LOCALIDADE AMEAÇAVA A ACUSADA, DIZENDO QUE SERIA PRESA PARA SEMPRE A PÃO E ÁGUA.  SE NÃO FUNCIONASSE, A PESSOA ERA TORTURADA DE VÁRIAS MANEIRAS-DAS MAIS BRANDAS AS MAIS PESADAS-,SENDO PERGUNTADA SOBRE SUAS ACUSAÇÕES ENQUANTO SOFRIA OS FLAGELOS.  UM DOS MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO MENOS VIOLENTOS(E MAIS ABSURDOS) ERA COLOCAR A SUSPEITA EM UMA BALANÇA.  NO OUTRO LADO, UMA BÍBLIA ENORME ERA POSICIONADA.  SE A MULHER FOSSE MAIS LEVE QUE O LIVRO, ERA ACUSADA DE SER UMA FEITICEIRA, POIS TERIA UMA LEVEZA SOBRENATURAL.  NUMA SALA COM VÁRIOS INSTRUMENTOS DE TORTURA, A SUSPEITA(OU SUSPEITO) DE BRUXARIA FICAVA À MERCÊ DOS EXAMINADORES(EM GERAL, QUATRO HOMENS).  COMO SE ACREDITAVA QUE PODERIA HAVER MAGIAS COSTURADAS NAS ROUPAS, A ACUSADA ERA DESPIDA, ALÉM DE TER O CABELO TODO RASPADO.  FEITA A EXAMINAÇÃO, OS INSTRUMENTOS DE TORTURA ERAM PREPARADOS E A PRISIONEIRA ERA PERSUADIDA A CONFESSAR.  SE NÃO FIZESSE ISSO, IA PARA A ESTRAPADA, FICANDO PENDURADA NUMA CORDA, AMARRADA AOS PULSOS.  O CARRASCO PUXAVA UMA MANIVELA E A SUSPEITA FICAVA COM OS OMBROS EM FRANGALHOS.  OS EXAMINADORES PROCURAVAM POR MARCAS DO DIABO, QUE PODIAM SER QUALQUER COISA NO CORPO DA PESSOA: PINTAS, MARCAS DE NASCENÇA, CICRATRIZES OU AINDA OU PIOR DOS SINAIS: UM MAMILO MUITO DIFERENTE DO OUTRO.  ISSO SIGNIFICARIA QUE O DEMÔNIO EM PESSOA TERIA SUGADO O SEIO.  SEGUNDO A CRENÇA, PODIA HAVER MARCAS INVISÍVEIS NA SUSPEITA.  ESSES PONTOS SERIAM INSENSIVEIS À DOR E NÃO SANGRARIAM.  PARA PROCURÁ-LOS, OS EXAMINADORES ENFIAVAM UMA AGULHA COMPRIDA POR TODO O CORPO DA SUSPEITA EM BUSCA DE REGIÕES QUE NÃO DOESSEM.  ESTILETES TAMBÉM PODIAM SER USADOS.  APÓS TODA TORTURA MENTAL E FÍSICA, HAVIA AINDA UM JULGAMENTO.  O JÚRI ERA COMPOSTO SOMENTE DE PESSOAS QUE ACREDITAVAM EM BRUXARIA.  SE FOSSE DECLARADA CULPADA(O QUE QUASE SEMPRE ACONTECIA), ELA PODIA MORRER NA FORCA, QUEIMADA NA FOGUEIRA, DECAPITADA OU ESMAGADA COM PEDRAS.  EMBORA O MÉTODO TIVESSE SIDO INSPIRADO NA INQUISIÇÃO CATÓLICA, A MAIORIA DOS CASOS DE PERSEGUIÇÃO ROLOU NA EUROPA PROTESTANTE.  MULHERES POBRES, COMO PARTEIRAS E CURANDEIRAS, ERAM MAIORIA ENTRE OS ACUSADOS. ESSAS ATIVIDADES INDICARIAM QUE ELAS TINHAM PODERES SOBRENATURAIS.  FEITIÇO ANTIGO: A CRENÇA NA EXISTÊNCIA DE PESSOAS QUE PREVIAM O FUTURO E TINHAM DONS SOBRENATURAIS ERA COMUM ENTRE VÁRIOS POVOS DA ANTIGUIDADE.  FEITICEIRAS TAMBÉM SÃO MENCIONADAS NA BÍBLIA; A BRUXA DE ENDOR, DO LIVRO DE SAMUEL, PRATICAVA ADIVINHAÇÃO E INVOCAVA MORTOS.  MESOPOTÃMIA - POR VOLTA DE 1.OOO A.C, HOMENS E MULHERES INVOCAVAM DEUSES PARA CURAR DOENÇAS E TAMBÉM PARA VINGAR-SE DE QUEM FOSSE AMEAÇA AOS REIS.  TEXTOS ANTIGOS, REVELAM QUE O POVO TINHAM TANTO MEDO DE MAGIA QUE HAVIA ATÉ UM RITUAL ANTIFEITIÇARIA: O MAQLU ERA COMPOSTO DE MAIS DE 100 ENCANTAMENTOS PARA FECHAR O CORPO.  EGITO - NA MESMA ÉPOCA DOS MESOPOTÂMICOS, MAGIA E RELIGIÃO MISTURAVAM-SE NAS TERRAS DE FARAÓ.  ELE MESMO PRESIDIA RITUAIS EM CELEBRAÇÃO AOS DEUSES E OS SACERDOTES SABIAM FÓRMULAS CONTRA AS DESGRAÇAS DO DESTINO.  ENTRE O POVO, QUEM CONHECIA VENENOS DE RÉPTEIS E INSETOS ERA TIDO COMO FEITICEIRO.  AMULETOS PARA A PROTEÇÃO ERAM MUITO USADOS.  GRÉCIA - RITUAIS MÁGICOS PÚBLICOS, OFERECIDOS AOS DEUSES, SERVIAM PARA CURAR, INTERFERIR NO CLIMA, PROTEGER A COLHEITA E ESCOLHER O SEXO DOS BEBÊS POR VOLTA DE 600 A.C.  EMBORA HOUVESSE FEITICEIROS , AS MULHERES ERAM CONSIDERADAS MAIS PODEROSAS POR CONHECER MELHOR AS ERVAS E RAÍZES, PREPARANDO-AS COMO REMÉDIO E VENENO.  ROMA - OS SACERDOTES CUIDAVAM DA MAGIA OFICIAL POR VOLTA DE 200 A.C.  JÁ O POVÃO PRATICAVA FEITIÇARIA SECRETAMENTE E HOMENS ERAM A MAIORIA.  ELES FAZIAM ADIVINHAÇÃO E RECITAVAM ENCANTOS PARA RESOLVER RIVALIDADES E CONFLITOS SOCIAS, AMOROSOS, COMERCIAIS E ATÉ ESPORTIVOS.  NO SÉCULO 1 A.C., A MAGIA VIROU CRIME PASSÍVEL DE MORTE.  CHINA -  RITUAIS XAMÃNICOS E MÁGICOS DATAM DA PRÉ-HISTÓRIA.  ENTRE OS SÉCULOS 18 E 10 A.C., AS CERIMÔNIAS PASSARAM A SER ORGANIZADAS PELO GOVERNO PARA ADIVINHAÇÕES E CULTOS.  OS MAGOS CONHECIAM PLANTAS, ERVAS E ASTROLOGIA - QUE ERA LIGADA À ASTRONOMIA.  OS CHINESES JÁ TINHAM SOFISTICADOS OBSERVATÓRIOS EM 2300 A.C.  INDIA - O ATHARVA VEDA, UM DOS LIVROS SAGRADOS DO HINDUÍSMO(COM ORIGEM POR VOLTA DE 900 A.C) É UMA COLETÂNIA DE FEITIÇOS E SIMPATIAS TANTO PARA CAUSAR MAL A UM INIMIGO COMO PARA CONQUISTAR ALGUÉM.  A CRENÇA NO SOBRENATURAL AINDA É MUITO FORTE EM ALGUMAS REGIÕES E HÁ CERCA DE 200 LINCHAMENTOS ANUAIS CONTRA PRATICANTES DE MAGIA NO PAÍS.  JAPÃO - COM BASE NAS ORIGENS DO XINTOÍSMO SURGIU A RELIGIÃO ONMYOUDOU, NO SÉCULO 3 A.C. OS SACERDOTES ERAM MAGOS E ADIVINHOS.  ELES TAMBÉM CONTROLAVAM OS CALENDÁRIOS E, POR ISSO, ESTUDAVAM OS ASTROS.  POR SUA SABEDORIA, ERAM CONSELHEIROS DE GENERAIS E GOVERNANTES, AFASTAVAM MAUS ESPÍRITOS DA CIDADE E DIZIAM ONDE CONSTRUIR PRÉDIOS.  NAÇÕES CELTAS - ENTRE 2000 E 750 A.C, A RELIGIÃO ERA O PANTEÍSMO: O CRIADOR ESTAVA EM TODAS AS FORMAS DA NATUREZA.  POR VOLTA DE 350 A.C HOUVE A FORMAÇÃO DE UMA CLASSE SE SACERDOTES, OS DRUÍDAS, QUE TAMBÉM ERAM PROFESSORES, JUÍZES, ASTRÓLOGOS E CURANDEIROS.  O AMOR DOS CELTAS PELA NARUREZA ORIGINOU O PAGANISMO.   A MAGIA AO LONGO DOS TEMPOS, SEMPRE TEVE O MESMO SIGNIFICADO: RITUAIS ELABORADOS PARA MUDAR O CURSO NATURAL DOS EVENTOS.  MISTURADAS COM CRENÇAS DE GRUPOS INDO-EUROPEUS, AS PRÁTICAS PAGÃS, COMO A PREPARAÇÃO DE POÇÕES, PASSARAM A SER ASSOCIADAS COM MAGIA NA IDADE MÉDIA.  RETRATO DE UMA BRUXA - AQUELA MULHER FEIA E NARIGUDA, QUE VOA EM UMA VASSOURA E USA O CALDEIRÃO, NUNCA EXISTIU DE VERDADE.  VEJA COMO ESSES ELEMENTOS FORAM ASSOCIADOS À FEITIÇARIA.  MODA CAIPIRA - NO COMEÇO DA IDADE MODERNA, CHAPÉU PONTUDO ERA FASHION EM LONDRES.  QUANDO SAIU DE MODA, VIROU UM ACESSÓRIO QUE SÓ AS CAMPONESAS, QUE CONHECIAM TUDO DE PLANTAS(OU SEJA, ''FEITICEIRAS''), USARIAM.  ALÉM DISSO, NA ÉPOCA, A IGREJA LIGAVA TUDO O QUE ERA PONTUDO AOS CHIFRES DO DEMO...  MARCA REGISTRADA  -  NA ÉPOCA DA HISTERIA DA CAÇA ÀS BRUXAS, ENTRE OS SÉCULOS 15 E 17, VERRUGAS ERAM CONSIDERADAS SINAIS DO DIABO.  E A FEIURA TAMBÉM FOI LIGADA À BRUXARIA NESSA MESMA ÉPOCA.: TUDO O QUE ERA FEIO E DEFORMADO ERA CONSIDERADO "DO MAL".  POR ISSO AS BRUXAS ERAM DESCRITAS COM VERRUGAS NO CORPO.  SÍMBOLO MÁGICO - OS CELTAS ASSOCIAVAM O PENTAGRAMA A UMA DEUSA, OS CRISTÃOS MEDIEVAIS, ÁS CHAGAS DE CRISTOS.  DURANTE A INQUISIÇÃO , SIMBOLIZAVA A CABEÇA DE UM BODE.  SÓ QUE, TAMBÉM NO SÉCULO 15, O BODE FOI LIGADO AO CAPETA E ERA NA FORMA DO ANIMAL QUE SATÃ APARECERIA PARA RITUAIS COM BRUXAS.  DÁ AZAR - OS INQUISIDORES INVENTARAM QUE AS BRUXAS PODIAM FICAR INVIZÍVEIS OU TRANSFORMAR-SE  EM ANIMAIS.  TAMBÉM ACREDITAVAM QUE ELAS SE ESCONDIAM  DENTRO DOS GATOS PRETOS, UMA DAS FORMAS ADQUIRIDAS PELO DIABO- TANTO QUE NA FRANÇA, NO SÉCULO 18, MUITOS FORAM QUEIMADOS OU DEGOLADOS.  PANELA DE PRESSÃO - O CALDEIRÃO TAMBÉM VEM DA MITOLOGIA CELTA.  OS ANTIGOS USAVAM-NO EM RITUAIS COMO SÍMBOLO DE ABUNDANCIA.  ALÉM DISSO, QUANDO A CAÇA AS BRUXAS ESTAVA EM ALTA, MUITAS DAS ACUSADAS DE BRUXARIA ERAM CURANDEIRAS, CUJOS ''CRIMES'' ERAM PREPARAR VENENOS COM ERVAS.  MEIO DE TRANSPORTE - EM ANTIGAS CELEBRAÇÕES PAGÃS, OS PARTICIPANTES USAVAM VASSOURA NAS PLANTAÇÕES  PARA CONSEGUIR BOAS COLHEITAS.  POLVOS CELTAS MONTAVAM EM VASSOURAS E PEDAÇOS DE PAUS E ANDAVAM COMO SE ELAS FOSSEM CAVALOS PELOS CAMPOS, DANDO PIRUETAS NO AR E DANÇANDO.  PATA DE MORCEGO - VÁRIAS ACUSADAS DE BRUXARIA ERAM CURANDEIRAS, QUE PREPARAVAM REMÉDIOS A BASE DE ERVAS.  SÓ QUE ELAS NUNCA USARAM OLHOS DE SERPENTE E OUTROS INGREDIENTES NOJENTOS NAS POÇÕES.  É QUE, ÀS VEZES, AS ERVAS ERAM BATIZADAS PELO FORMATO PARECIDO COM O DA ANATOMIA DE ALGUM BICHO.  COISA DE MULHER - NA IDADE MÉDIA, A IGREJA ASSOCIOU BRUXARIA AO SEXO FEMININO.    PRIMEIRO PORQUE EVA PECOU NA ORIGEM DO MUNDO - E SUAS FILHAS TAMBÉM SERIAM PECADORAS.  DEPOIS PORQUE TRATADOS COMO O MARTELO DAS BRUXAS AFIRMAVAM QUE ELAS SERIAM MAIS SUSCETÍVEIS AO PACTO COM O DIABO.  TEMPORADA DE CAÇA - COMO A BRUXARIA PASSOU DE CRENÇA COMUM A SEITA PERSEGUIDA.   SÉCULO 4 - A BRUXARIA É UM AMONTOADO DE RITUAIS  PARA CURA.  A IDÉIA CATÓLICA DE ADORAÇÃO DE SANTOS E RELÍQUIAS É INSTITUIDA COM BASE EM CRENÇAS DO PAGANISMO PARA ATRAIR SEUS ADÉPTOS.  SÉCULO 5 - O TEÓLOGO AGOSTINHO DE HIPONA AFIRMA QUE A FEITIÇARIA E A RELIGIÃO PAGÃS HAVIAM SIDO CRIADAS PELO DIABO PARA DESVIAR A HUMANIDADE DA VERDADE DO CRISTIANISMO.  SÉCULO 7 - A IGREJA INFLUENCIA REIS A CRIAR LEIS ANTIBRUXARIA.  A PRÁTICA PASSA A SER NÃO APENAS UM ATENTADO CONTRA A SOCIEDADE MAS TAMBÉM UMA HERESIA E UM CRIME CONTRA DEUS.  SÉCULO 13 - COMEÇA A INQUISIÇÃO, COMO TENTATIVA DA IGREJA DE PUNIR OS HEREGES E FAZÊ-LOS MUDAR SUA CRENÇA.  EM 1252, O PAPA INOCÊNCIO !V AUTORIZA O USO DA TORTURA PELOS INQUISIDORES.  SÉCULO 15 - MESMO SEM INQUISIÇÃO, A INGLATERRA TAMBÉM CRIA SEVERAS LEIS PARA PERSSEGUIR E MATAR BRUXAS.  É PUBLICADO O MARTELO DAS BRUXAS, NA ALEMANHA, ENSINANDO A RECONHECÊ-LAS.  SÉCULO 16 - MESMO CONTRÁRIOS AO PAPA, OS PROTESTANTES EUROPEUS TAMBÉM PARTEM À CAÇA.  SÓ NA ALEMANHA, SÃO EXECUTADAS CERCA DE 26 MIL BRUXAS ENTRE3 1500 E 1660.  SÉCULO 18 - CHEGA AO FIM A CAÇA ÀS BRUXAS.  A PRÁTICA DA MAGIA , PORÉM, CONTINUOU EXISTINDO, ESCONDIDA, PRINCIPALMENTE EM REGIÕES RURAIS DE VÁRIOS PAÍSES.   AS BRUXAS DE SALÉM - O CASO MAIS FAMOSO DE CAÇA ÀS BRUXAS ACONTECEU ENTRE 1692 E 1693 NOS EUA E LEVOU DE 150 PESSOAS PARA A CADEIA, DAS QUAIS 25 MORRERAM.  A REGIÃO DE SALÉM ERA UMA COLÔNIA BRITÂNICA, RACHADA POR ATAQUES INDÍGINAS E ATORMENTADA POR PEQUENOS CRIMES E DISPUTAS  DE TERRA.  LÁ OS PURITANOS ESTABELECERAM UM GOVERNO EM QUE A IGREJA COMANDAVA TUDO.  A POPULAÇÃO CONSIDERAVA A MULHER SUBMISSA AO HOMEN.  EM FEVEREIRO DE 1692, DURANTE UM INVERNO EXCEPCIONALMENTE FRIO, BETTY PARRIS,FILHA DE 9 ANOS DO MINISTRO RELIGIOSO DE SALÉM, PEGOU UMA DOENÇA ESTRANHA. CONTORCIA-SE DE DOR, GRITAVA, SOFRIA DE FEBRE E RECLAMAVA PARA O MÉDICO DO VILAREJO QUE PARECIA QUE ESTAVA SENDO PICADA.   OUTRAS SEIS GAROTAS, INCLUINDO UMA PRIMA DE BETTY, TAMBÉM DESENVOLVERAM OS SINTOMAS. ELAS SE CONTORCIAM EM POSES GROTESCAS E DIZIAM SENTIR MORDIDAS E BELISCADAS NO CORPO.  O MÉDICO WILLIAM GRIGGS SUGERIU QUE A ORIGEM DO PROBLEMA SERIA SOBRENATURAL.  A FAMILIA FICOU OBCECADA COM A HIPÓTESE.  NAQUELA ÉPOCA, UM LIVRO FAZIA MUITO SUCESSO.  ESCRITO POR COTTON MATHER, MEMORÁVEIS PROVIDÊNCIAS DESCREVIA O CASO DE UMA LAVADEIRA  DE BOSTON SUSPEITA DE BRUXARIA.  E O COMPORTAMENTO DE UMA VÍTIMA DA SUPOSTA BRUXA  PARECIA O DE BETTY.  FOI O QUE FALTAVA PARA O INÍCIO  DE UMA ONDA DE PÂNICO.  A PRIMEIRA SUSPEITA FOI A ESCRAVA TITUBA, QUE CONTAVA LENDAS DE BRUXAS E VODUS DO FOLCLORE DE SEU PAÍS PARA AS MENINAS.  AS CRIANÇAS ACUSARAM OUTRAS MULHERES COMO AUTORAS DO ''FEITIÇO''.  PARA TENTAR ESCAPAR DA FORCA, TITUBA CONFESSOU SER BRUXA E VOAR COM VÁRIAS COMPANHEIRAS DE FEITIÇARIA.  OUTRAS ACUSADAS SEGUIRAM O EXEMPLO DE TITUBA E PASSARAM A CONFESSAR QUE ESTAVAM ATORMENTANDO AS MENINAS  A MANDO DO DIABO.  O GOVERNADOR WILLIAM PHIPS CRIOU UMA CORTE PARA JULGAR OS CASOS DE BRUXARIA, FORMADO POR CINCO JUÍZES.  OS RÉUS NÃO TINHAM DIREITO DE TER TESTEMUNHAS A SEU FAVOR.  A PRIMEIRA JULGADA FOI BRIGET BISHOP.  COM POUCOS AMIGOS E CHEIA DE CONFLITOS COM OS VIZINHOS, ERA A ACUSADA PERFEITA.  ALÉM DE TER SIDO DELATADA POR ''BRUXAS'' CONFESSAS, UMA TESTEMUNHA DISSE VISTO BRIDGET ROUBANDO  OVOS E SE TRANSFORMANDO  EM GATO.  A PENA FOI MORTE POR ENFORCAMENTO.  GEORGE BURROUGHS FOI ENFORCADO COMO LÍDER DAS BRUXAS E POR ENFEITIÇAR SOLDADOS EM UMA CAMPANHA FRACASSADA CONTRA OS INDIOS.  HISTORIADORES AFIRMAM QUE OS JUÍZES SE EMPENHARAM NO JULGAMENTO PARA TRANSFERIR A ''CULPA POR SUA PRÓPRIA DEFESA INADEQUADA DA FRONTEIRA'', JÁ QUE ELES LIDERARAM A GUERRA MALSUCEDIDA.  A CIÊNCIA TENTA EXPLICAR A DOENÇA DE BETTY, COMO COMBINAÇÃO DE ASMA, ABUSO INFANTIL E EPILEPSIA.  OUTRA TESE: A GAROTA TERIA INGERIDO UM FUNGO PRESENTE NO PÃO.  DOIS CACHORROS FORAM CONDENADOS A MORTE, ACUSADOS DE SEREM CÚMPLICES DAS BRUXAS DE SALÉM.  ATÉ UMA MENININHA DE 4 ANOS, SARAH GOOLD, FOI ACUSADA PELAS CRIANÇAS.  A PEQUENA PASSOU OITO MESES NA CADEIA.  HOUVE 20 EXECUÇÕES INCLUINDO UM HOMEM ESMAGADO POR PEDRAS.  MAIS DE 150 SUSPEITOS FORAM PRESOS.  AS BRUXAS ESTÃO SOLTAS - A WICCA É UM CONJUNTO DE CRENÇAS PAGÃS PRESERVADAS ATÉ HOJE.  UM RITUAL CHEIO DE SIMBOLOGIA AJUDA A ENTENDER A PRÓPRIA RELIGIÃO.  A CAÇA AS BRUXAS TRAUMATIZOU MUITA GENTE; PAGÃOS QUE VIVIAM EM VILAREJOS INGLESES E IRLANDESES ESCONDIAM SUAS CRENÇAS NO SOL E NA LUA COMO  DEUSES.  EM 1951, O INGLÊS GERALD GARDNER FUNDOU A WICCA BASEADO NAS PESQUISAS DE MARGARET MURRAY SOBRE ANTIGOS RITUAIS PAGÃOS.   CÍRCULO MÁGICO - QUASE TODOS OS RITUAIS INCLUEM UM CÍRCULO TRAÇADO NO CHÃO, CUJO INTERIOR É SAGRADO: UMA PORTA PARA O OUTRO MUNDO, EM QUE AS PESSOAS ESTÃO LIVRES DAS ENERGIAS NEGATIVAS E ACUMULAM AS BOAS. PARA A WICCA, OS SERES VIVOS IRRADIAM ENERGIA, QUE PERMANECE NO AMBIENTE POR ONDE ELES PASSAM.  DECORAÇÃO ELEMENTAR - OS QUADRANTES, OU PONTOS CARDEAIS, SÃO MARCADOS DE VÁRIAS FORMAS: COM FLORES, VELAS OU MAIS, COMUMENTE, OBJETOS RITUALISTICOS  QUE REPRESENTEM OS QUATRO ELEMENTOS DA NATUREZA.  O NORTE SIMBOLIZA A TERRA, O LESTE É O QUADRANTE DO AR, O SUL REPRESENTA O FOGO, E O OESTE, A ÁGUA.  VASSOURAS E INCENSOS PODEM SER USADOS PARA ''LIMPAR'' A ÁREA ANTES DO RITUAL.  TUDO QUE VAI VOLTA...  UMA OU VÁRIAS DIVINDADES DO PANTEÃO CELTA SÃO INVOCADAS DE ACORDO COM O TIPO DE ENERGIA QUE SE QUER PARA O RITUAL(AMOR, PROSPERIDADE, BOA SORTE, ETC.)   ACREDITA-SE QUE A ENERGIA VOLTE À ORIGEM TRÊS VEZES MAIS FORTE.  OU SEJA, SE UMA BRUXA AMALDIÇOA ALGUÉM, PODE LEVAR O TROCO TRIPLICADO.  GEOMETRIA PODEROSA - PARA GERAR O''CONE DO PODER''(ENERGIA PARA ALCANÇAR O OBJETIVO DO RITUAL), OS BRUXOS DANÇAM, MEDITAM E CANTAM.  ELES MOLDAM O CONE REUNIDOS EM TORNO DO CÍRCULO, ESTICANDO OS BRAÇOS PARA O CHÃO E LEVANTANDO PARA O PONTO DE FOCO, BEM NO CENTRO.  TODOS ENTÃO VISUALIZAM A ENERGIA NESSE MOMENTO.  ESPALHANDO ENERGIA - NO PONTO CENTRAL DO RITUAL, ROLA UM EXERCÍCIO PARA VISUALIZAR A ENERGIA DO CONE VIAJANDO AO ALVO.  ELE PODE SER ALGUÉM DOENTE QUE PRECISE DE UM FEITIÇO, UMA PESSOA QUE NECESSITE DE AJUDA ESPECIAL OU ATÉ MESMO ALGUM LOCAL COM UMA QUESTÃO AMBIENTAL URGENTE.  FIO TERRA - DEPOIS DE A ENERGIA SER DIRECIONADA PARA O ALVO, É HORA DE O RESTO DELA VOLTAR PARA A TERRA.  UMA DAS FORMAS PARA ISSO É COLOCAR AS MÃOS NO CHÃO E , DE NOVO, VISUALIZAR ESSA SOBRA DE ENERGIA SEGUINDO PARA O CENTRO DO PLANETA.  POR FIM, AS DIVINDADES INVOCADAS SÃO AGRADECIDAS.    ERVAS MÁGICAS - PLANTAS USADAS POR BRUXAS AO LONGO DA HISTÓRIA AINDA SÃO INGREDIENTES MEDICINAIS E CULINÁRIOS.  ARRUDA: TEM PROPRIEDADES  INSETICIDAS, ANTIPARASITÁRIAS,ANTI-INFLAMATÓRIAS E VASODILATADORAS.   SÁLVIA: CONTÉM O HORMÔNIO ESTRÓGENO, QUE CONTROLA PROBLEMAS MENSTRUAIS OU NO OVÁRIO.   CRAVO: USADO PARA DAR ALÍVIO AOS PROBLEMAS CAUSADOS POR GRIPE E BRONQUITE.  SALSA: A RAIZ TEM PROPRIEDADES DIURÉTICAS E A FOLHA É UM TEMPERO POPULAR.  HISSOPO: FUNCIONA COMO EXPECTORANTE, ANTI-INFLAMATÓRIO E VASODILATADOR.                       FONTE: LIVROS BRUXARIA E HISTÓRIA-AS PRÁTICAS MÁGICAS NO OCIDENTE CRISTÃO, DE CARLOS ROBERTO FIGUEIREDO NOGUEIRA, E A CAÇA ÀS BRUXAS NA EUROPA, DE BRIAN P. LEVACK.   CONSULTORIA- CHRISTOPHER MACKAY, HISTORIADOR DA UNIVERSIDADE DE ALBERTA, NO CANADÁ, E TRADUTOR PARA O INGLÊS DO MALLEUS MALEFICARUM; SUSANNE KORD, DO DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ALEMÃES DA UNIVERSIDADE COLLEGE LONDON; MARIA DO CARMO PARENTES SANTOS, HISTORIADORA DA UERJ;ROBIN VOSE, HISTORIADOR DA ST. THOMAS UNIVERSITY, DO CANADÁ, E STUART CLARK, ESPECIALISTA EM BRUXARIA DA SWANSEA UNIVERSITY, NO REINO UNIDO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário