..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

domingo, 3 de fevereiro de 2013

A AMAZÔNIA - MITOS E LENDAS - '' O SOL E A LUA ''

O SOL TINHA ACABADO DE PASSAR UM POUCO DE CURARE EM SUAS FLECHAS E GUARDAVA A ZARABATANA BEM À MÃO, PRONTO PARA ATIRAR. NÃO DESGRUDAVA OS OLHOS DOS GALHOS DAS ÁRVORES,PRESTANDO ATENÇÃO AO MENOR MOVIMENTO DE FOLHAS. DE REPENTE, OUVIU UMA GARGALHADA QUE O FEZ VOLTAR-SE. SEM PERCEBER, ACABARA DE PASSAR POR UM GAROTO QUE ESTAVA SENTADO AO PÉ DE UMA ÁRVORE COM DOIS MAGNÍFICOS PAPAGAIOS. O SOL SE DETEVE E RESOLVEU DESCANSAR UM POUCO JUNTO DELES. NEM VIU O TEMPO PASSAR, E, QUANDO SE DEU CONTA, O DIA JÁ ESTAVA ACABANDO. NÃO CONSEGUIA SAIR DE PERTO DOS DOIS PAPAGAIOS QUE TANTO O DIVERTIAM. ASSIM, PROPÔS AO MENINO LEVAR OS DOIS PAPAGAIOS EM TROCA DE SEU COCAR DE PLUMAS. O GAROTO ESTAVA MUITO PREOCUPADO COM SUA APARÊNCIA, POIS ACABARA DE COMPLETAR DEZ ANOS. AGORA JÁ PODERIA PINTAR O CORPO COM URUCUM E JENIPAPO. SEUS CABELOS ACABAVAM DE SER CORTADOS, E, QUANDO CRESCESSEM DE NOVO, ELE TERIA O DIREITO DE PRENDÊ-LOS OU FAZER TRANÇAS. SERIA UM RAPAZINHO... JÁ TINHA AS MAÇÃS DO ROSTO PINTADAS. IMAGINAVA-SE ENTRANDO NA ALDEIA COM AQUELE COCAR DE PLUMAS. ACEITOU COM ALEGRIA O OFERECIMENTO DO SOL E LÁ SE FOI, DANÇANDO, EM DIREÇÃO À ALDEIA. O SOL TAMBÉM ESTAVA COM PRESSA, LOUCO PARA MOSTRAR A SEU AMIGO LUA OS DOIS PAPAGAIOS. O AMIGO FICOU MARAVILHADO COM A BELEZA DA PLUMAGEM DOS PÁSSAROS E SE DIVERTIU MUITO COM AS PALAVRAS ENGRAÇADAS QUE ELES DIZIAM. ASSIM, RESOLVEU ADOTAR UM DELES. ESCOLHEU O VERDE DE CABEÇA AMARELA E O DEIXOU EM SUA OCA, EMPOLEIRADO NUM PEDAÇO DE PAU QUE ENFIOU NO CHÃO. O SOL TAMBÉM FEZ UM POLEIRO PARA SEU PAPAGAIO E O ALIMENTOU COM GRÃOS E SEMENTES DE TODO O TIPO. NA MANHÃ SEGUINTE, OS AMIGOS LUA E SOL FORAM PESCAR. LEVARAM ARCO E FLECHA, E TAMBÉM ARPÕES, PARA O CASO DE ENCONTRAREM O PIRARUCU, QUE ERA O SEU PEIXE FAVORITO, MAS DIFICÍLIMO DE PEGAR. AO ANOITECER, VOLTANDO PARA A CASA, ESTAVAM MUITO CANSADOS E NÃO TIVERAM FORÇAS PARA PREPARAR OS PEIXES QUE HAVIAM PESCADO. DEITARAM-SE NAS ESTEIRAS E LOGO DORMIRAM. OS PAPAGAIOS PARECIAM TRISTES POR VÊ-LOS ASSIM, E NAQUELA NOITE FICARAM EM SILÊNCIO. NOS DIAS QUE SE SEGUIRAM, O SOL E SEU COMPANHEIRO LUA NÃO CONSEGUIAM ENTENDER PORQUE OS PAPAGAIOS ESTAVAM TÃO TRISTES. QUANDO OS PEGAVAM NAS MÃOS PARA QUE SE EMPOLEIRASSEM NOS DEDOS, TENTANDO ENSINÁ-LOS A FALAR,OS PÁSSAROS PARECIAM NÃO MAIS SE DIVERTIR. MAS UM DIA, AO VOLTAREM DA CAÇA, TIVERAM UMA DUPLA SURPRESA. PRIMEIRO, OS PAPAGAIOS FORAM AO ENCONTRO DELES, FALANDO COMO NUNCA. SALTITAVAM DE UM OMBRO PARA OUTRO, COMO SE QUISESSEM CANTAR E DANÇAR. DENTRO DA OCA, UMA SURPRESA AINDA MAIOR OS AGUARDAVA: JUNTO AO FOGO HAVIA DUAS GRANDES VASILHAS COM CASSARIPE FUMEGANTE! QUEM TERIA PREPARADO A COMIDA? ELES SE SENTARAM, COMERAM TODO O DELICIOSO PIRÃO E SE DEITARAM. MAS NÃO CONSEGUIAM DORMIR. QUE MISTÉRIO! OS PAPAGAIOS OS OLHAVAM COM UM AR DIVERTIDO. SE PUDESSEM FALAR, SERÁ QUE PODERIAM CONTAR O QUE HAVIA ACONTECIDO? NO DIA SEGUINTE, QUANDO FORAM CAÇAR, OS DOIS TINHAM A CABEÇA CHEIA DE PERGUNTAS SEM RESPOSTAS. ENQUANTO ISSO, NA OCA, ACONTECIA UMA CENA ESTRANHA. OS DOIS PAPAGAIOS SE TRANSFORMAVAM POUCO A POUCO EM DUAS MOÇAS ENCANTADORAS, DE CABELOS LONGOS, PRETOS E BRILHANTES COMO A NOITE SOB A CHUVA. QUANDO A METAMORFOSE SE COMPLETOU, UMA DELAS SE ESCONDEU PERTO DA PORTA PARA VER QUANDO OS DOIS AMIGOS VOLTAVAM, ENQUANTO A OUTRA PREPARAVA A REFEIÇÃO. _ DEPRESSA, NÃO TEMOS MUITO TEMPO! HOJE ELES DISSERAM QUE CHEGARIAM MAIS CEDO. TEMOS QUE ACABAR ANTES QUE VOLTEM. QUANDO CHEGAM DA CAÇA, ELES VÊM TÃO CANSADOS. E QUE SURPRESA TIVERAM OS DOIS MAIS UMA VEZ! RESOLVERAM QUE NO DIA SEGUINTE VOLTARIAM MAIS CEDO E ENTRARIAM ESCONDIDO PELOS FUNDOS. DITO E FEITO: DESLUMBRADOS COM A BELEZA DAS DUAS MOÇAS, APAIXONARAM-SE POR ELAS E SUPLICARAM QUE NUNCA MAIS SE TRANSFORMA-SEM EM PAPAGAIOS DE NOVO. FIZERAM UMA GRANDE FESTA PARA CELEBRAR OS CASAMENTOS. MAS A CASA HAVIA FICADO PEQUENA DEMAIS PARA QUATRO PESSOAS, E POR ISSO DECIDIRAM SE REVESAR PARA OCUPÁ-LA. O SOL E SUA MULHER ESCOLHERAM O DIA. LUA ACEITOU A NOITE. É POR ISSO QUE NUNCA VEMOS O SOL E A LUA AO MESMO TEMPO NO CÉU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário