..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

SALVADOR DALÍ - PARTE 1 - POR FABÍOLA MUSARRA _ PLANETA ( RESUMO )

A OBRA DE SALVADOR DALÍ, COMO SUA PRÓPRIA BIOGRAFIA, ESPELHA TODAS AS CONTRADIÇÕES, TODA A GENIALIDADE E A LOUCURA DO PAÍS ONDE ELE NASCEU.       SALVADOR DALÍ É AMOR OU ÓDIO À PRIMEIRA VISTA.       PARA MUITOS, ELE FOI UM SHOWMAN  QUE SABIA PROMOVER SUA IMAGEM E GANHAR MUITO DINHEIRO COM ELA.       NA MESMA PROPORÇÃO DOS QUE OS CRITICAM , OUTROS O CONSIDERAM UM GÊNIO, UM CRIADOR ANTI -CONVENCIONAL E CONTROVERTIDO QUE, COM SEU OLHAR ESPANTADO, ROSTO MORENO E LONGOS BIGODES NEGROS, CONVERTIA A SI PRÓPRIO EM OBRA DE ARTE.       DALÍ ERA O ÚNICO QUE NÃO TINHA DÚVIDAS A RESPEITO DE SI MESMO: '' VOU SER UM GÊNIO '', CONFIDENCIAVA AO SEU DIÁRIO.      '' TALVEZ, INCOMPREENDIDO E DESPREZADO, MAS UM GÊNIO GRANDIOSO ''.       ELE REPRESENTAVA COMO POUCOS A GENIALIDADE E A LOUCURA DA ESPANHA.       ERA AO MESMO TEMPO SÍNTESE E ANTÍTESE DO PAÍS ONDE NASCEU, MORREU E PASSOU GRANDE PARTE DE SUA VIDA.      ESSA MESMA ESPANHA, DE OUTROS GÊNIOS COMO GARCIA LORCA, PICASSO, GAUDÍ E MIRÓ, TODOS SEUS CONTEMPORÂNEOS.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário