..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Carvão por Elmar Fonsêca, 1980 __ Parte 2

Introdução: O déficit mundial de energia vem obrigando muitos países a criarem programas e metas, do que se convencionou chamar de Fontes Alternativas de Energia.   O Brasil foi pioneiro da adoção deste modelo e o carvão seu principal instrumento de ação.   O modelo Energético Brasileiro, elaborado, com base em fontes não convencionais de energia, pelo Ministério das Minas e Energia, é o primeiro passo para a " independência energética " brasileira, possibilitando a médio prazo, a nossa auto-suficiência.   Segundo o ministro das Minas e Energia, Senador César Cals, " o país que detiver a sua independência energética ditará os seus próprios caminhos e, politicamente, pesará muito mais no concerto das nações ".   O carvão mineral, de que o Brasil precisa, se distribui em grandes reservas totalizando 21 bilhões de toneladas entre os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.   O esforço do governo Figueiredo para ampliar estas reservas e aumentar sua produção de 5 milhões de toneladas ( em 1980 ) para 27,5 milhões de toneladas (em 1985) é o resultado de uma política colegiada entre o estado e a iniciativa privada nacional, tornando o carvão a principal meta para a substituição de 170.000 barris-dia, de petróleo em 1985, o equivalente a sua economia na importação de 8,3 milhões de toneladas de petróleo..   Este livro é um sumário condensado desta proposta e um guia para as novas gerações, sobre as lutas de nosso povo, na defesa dessa riqueza energética que constitui o carvão brasileiro, pioneiro entre os alternativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário