Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''   

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Carvão por Elmar Fonsêca, 1980 __ Parte 2

Introdução: O déficit mundial de energia vem obrigando muitos países a criarem programas e metas, do que se convencionou chamar de Fontes Alternativas de Energia.   O Brasil foi pioneiro da adoção deste modelo e o carvão seu principal instrumento de ação.   O modelo Energético Brasileiro, elaborado, com base em fontes não convencionais de energia, pelo Ministério das Minas e Energia, é o primeiro passo para a " independência energética " brasileira, possibilitando a médio prazo, a nossa auto-suficiência.   Segundo o ministro das Minas e Energia, Senador César Cals, " o país que detiver a sua independência energética ditará os seus próprios caminhos e, politicamente, pesará muito mais no concerto das nações ".   O carvão mineral, de que o Brasil precisa, se distribui em grandes reservas totalizando 21 bilhões de toneladas entre os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.   O esforço do governo Figueiredo para ampliar estas reservas e aumentar sua produção de 5 milhões de toneladas ( em 1980 ) para 27,5 milhões de toneladas (em 1985) é o resultado de uma política colegiada entre o estado e a iniciativa privada nacional, tornando o carvão a principal meta para a substituição de 170.000 barris-dia, de petróleo em 1985, o equivalente a sua economia na importação de 8,3 milhões de toneladas de petróleo..   Este livro é um sumário condensado desta proposta e um guia para as novas gerações, sobre as lutas de nosso povo, na defesa dessa riqueza energética que constitui o carvão brasileiro, pioneiro entre os alternativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá querido (a) leitor, seu comentário é muito importante. Este espaço é seu. Lembre-se: Liberdade de expressão não é ofender. Vamos trocar ideias, as vezes podemos não concordar, é natural; afinal tudo depende da visão de cada um; mas respeitar é fundamental, isso é uma atitude inteligente. O que vale mesmo é a troca de informação e com educação. Por favor: Leia antes de fazer seu comentário, os comentários do blog são moderados, só publique comentários relacionados ao conteúdo do artigo, comentários anônimos não serão publicados, não coloque links de artigos de seu blog nos comentários, os comentários não refletem a opinião do autor. Espero que goste do blog, opine, comente, se expresse! Vale lembrar que a falta de educação não é aceito.