x

x

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

domingo, 1 de novembro de 2015

'' ENTERRADA VIVA '' _ JANIS JOPLIN _ PARTE 5

FLOR AZUL DO TEXAS _ JANIS ERA '' IGUAL A TODO MUNDO ''.      JANIS ERA UMA MENINA SURPREENDENTEMENTE INGÊNUA E CRÉDULA.     O MODO DE FALAR DE JANIS, PELO MENOS ATÉ O ÚLTIMO ANO DO COLÉGIO, ERA PURO E LIMPO.      KARLEEN, SUA AMIGA, RIU, AO LEMBRAR-SE DOS '' CONCURSOS DE NOMES FEIOS QUE JANIS PERDEU E DA SUA PATÉTICA FIGURA DE PERDEDORA.      POR ESSA ALTURA, O LOURO - BRANCO DOS SEUS CABELOS TRANSFORMARAM-SE EM CASTANHO.      ERA GORDUCHA E AS SARDAS QUE LHE SALPICAVAM O ROSTO DAVAM-LHE UM AR DE ANGELICAL INOCÊNCIA, MUITO APRECIADO PELOS ADULTOS DA CIDADE.      COMEÇOU A TER OPINIÕES PRÓPRIAS, PERGUNTARAM, O QUE ACHÁVAMOS DA INTEGRAÇÃO RACIAL E JANIS DISSE QUE ACHAVA ÓTIMO.     ORA, ISSO NÃO ERA COISA QUE SE DISSESSE EM PORT ARTHUR.     ALIÁS, AINDA NÃO É COISA QUE SE DIGA!      O RESTO DO ANO ELA PASSOU COM DOIS GAROTOS SEMPRE ATRÁS DELA, CHAMANDO-A DE '' NEGUINHA-MEU-BEM ''.      A SRA. JOPLIN ACHA QUE O APELIDO FOI POR CAUSA DA BELIGERÂNCIA COM QUE JANIS EXPRESSAVA SUAS IDEIAS, DO SEU TOM ESTRIDENTE.     OUTROS ACHAM QUE ERA IMPOSSÍVEL AGIR DE OUTRO MODO, QUE NA PORT ARTHUR, TEXAS, DOS ANOS 50, EXPRESSAR ESSA OPINIÃO COM SUAVIDADE EXIGIA UMA DIPLOMACIA QUE ANULARIA A OPINIÃO.      MAS JANIS NÃO ERA A ÚNICA A DIZER O QUE PENSAVA SOBRE TAIS ASSUNTOS, NEM A ÚNICA A TER APELIDOS.      JÁ NOS PRIMEIROS ANOS DO GINÁSIO, AS SUAS DIFERENÇAS ERAM NOTADAS PELOS COLEGAS, EMBORA AINDA NÃO PELOS PAIS E PROFESSORES.      OS EX-COLEGAS DE COLÉGIO DE JANIS ESTÃO ESPALHADOS.     EM PORT ARTHUR, SÓ FICOU KARLEEN.     MAS TODOS ELES FORAM UNÂNIMES EM ENFATIZAR A DIFERENÇA DE JANIS, FALANDO DELA COMO ''   UM DOS CARAS '', NO SEU FRACASSO EM AGIR DE ACORDO COM OS PADRÕES DA FEMINILIDADE SULISTA, QUE SE TRADUZIA EM BRUTALIDADE DE MANEIRAS, NUM DESAFIO GROSSEIRO, NA VONTADE DE BANCAR O BOBO-DA-CORTE, NA ACEITAÇÃO DE NOMES E EPÍPETOS, DE QUALQUER COISA QUE A FIZESSE NOTADA E INCLUÍDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário