x

x

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

'' SEXO, DROGAS E ROLLING STONES '' _ HISTÓRIAS DA BANDA QUE SE RECUSA A MORRER. PARTE 4

UMA BIOGRAFIA DOS STONES, PORTANTO, NÃO PODERIA SER APENAS UM PASSADO DE ABSURDOS DELICIOSOS OU UM BALANÇO DE CIFRAS GRANDIOSAS: TERIA DE SER UM MAPA DE ESPAÇOS REAIS E IMAGINÁRIOS, DE SENTIMENTOS E ESTADOS D'ALMA PERCORRIDOS DESDE 1961 POR BRIAN JONES, KEITH RICHARDS, MICK JAGGER, BILL WYMAN, CHARLIE WATTS, IAN STEWART, RON WOOD, MICK TAYLOR.      RONDEAU E RODRIGUES CAPTARAM PERFEITAMENTE O ESPÍRITO E A CARNE DESSA COISA MAIOR QUE O ROCK, QUE A MÚSICA, QUE A VIDA, CAPTARAM DE UMA MANEIRA QUE SÓ DOIS BRASILEIROS PODERIAM TER CAPTADO, PORQUE NO ESPAÇO DOS STONES O BRASIL OCUPA UM LUGAR ESPECIAL.     NENHUMA OUTRA GRANDE BANDA DOS ANOS 60 SE APRESENTOU INTEIRA AQUI, BEATLES, LED ZEPPELIN E PINK FLOYD SÓ NOS VISITARAM AO (BONS) BOCADOS: PAUL MCCARTNEY, PAGE E PLANT, ROGER WATERS.      PROMETIDOS DESDE 1975, OS STONES CHEGARAM AO BRASIL SOMENTE 20 ANOS DEPOIS, MAS CHEGARAM LOGO TRÊS VEZES, A MAIS RECENTE DELAS PARA TOCAR DIANTE DO MAIOR PÚBLICO DE SUA VIDA ( E DA HISTÓRIA DO ROCK ) EM COPACABANA: 1,2 MILHÕES DE PESSOAS.      A PERIÓDICA PRESENÇA DE UM OU OUTRO DOS SEUS MEMBROS EM NOSSAS PRAIAS AFETOU A PRÓPRIA  QUALIDADE DE SUA MÚSICA.      DURANTE AS FÉRIAS DE 1968, POR EXEMPLO A VISITA DE MICK JAGGER E DA SUPERGROUPIE MARIANNE FAITHFULL A RODAS DE SAMBA E TERREIROS DE CANDOMBLÉ DA BAHIA RENDEU A INSPIRAÇÃO POÉTICA E RÍTMICA PARA '' SYMPATHY FOR THE DEVIL '', QUE JAGGER SEMPRE CONSIDEROU O SEU SAMBA _ E MUITOS DE NÓS, UM HINO ALTERNATIVO, À ALTURA DE '' SATISFACTION. ''

Nenhum comentário:

Postar um comentário