x

x

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

domingo, 7 de agosto de 2016

Artes Plásticas - China - Por Wladimir Alves de Souza - Parte 21

De todas as grandes civilizações ( com exceção talvez da Índia ), a chinesa é a única que perdura.    Com efeito, os antigos egípcios desapareceram , dando lugar aos árabes e à civilização do Islã.    O mesmo aconteceu com os antigos gregos  e romanos, povos hoje substituídos por uma mistura de raças e culturas.     A China é um vasto país continental, com uma costa extensíssima dando para o mar Amarelo e o mar da China, separado da Ásia continental pelo elevado planalto do Tibete, ligado a cadeias de montanhas onde se encontram as montanhas mais elevadas do mundo.     A China é, porém, aberta ao norte para as grandes planícies da estepe asiática.     Praticamente sem nenhum contato com os países do Ocidente, apenas ligada por um longo e penoso caminho através de desertos, montanhas geladas, os oásis do Turquestão, caminho esse que se chamou a " estrada da seda ", a china era considerada pelos ocidentais como um país quase mitológico.     Só no século X1V, com a relação da viagem do veneziano Marco Polo, os europeus receberam as primeiras notícias ( consideradas fantásticas e inacreditáveis ) da civilização chinesa.    Entretanto, desde a pré-história, a China iniciava o seu longo desenvolvimento cultural contínuo, embora entrecortado por graves convulsões.    É necessário levar-se em conta não só as condições históricas, como características da cultura chinesa desde a alta antiguidade.    Para nós, ocidentais, é difícil penetrar nos segredos da arte chinesa, não só pelas dificuldades quase intransponíveis da língua e da escrita, como pela natureza da sensibilidade oriental.     Foram, entretanto, essas características de língua e escrita, que permitiram à China uma unidade cultural notável, através dos séculos, embora por vezes dividida , outras vezes unificada, necessitando fazer operações militares de defesa fronteiriça, de que é exemplo a famosa Grande Muralha.    A terra da China é extremamente fértil, cortada de norte a sul pelos vales de três grandes rios: o Huang-Ho ( Rio Amarelo ), o Lang-Tseu ( Rio Azul ) e o Si-Kiang.     Recortada de canais naturais  e artificiais, a terra é cultivada à séculos, a ponto de o homem ter-se identificado com ela.    A própria religião primitiva é fundada numa harmonia superior entre a ordem cósmica e a ordem humana.    O Céu é o supremo soberano e o símbolo do universo, bem como das forças misteriosas da Natureza.    A moral dessa religião foi formulada por um filósofo: Confúcio.    Outro notável filósofo, Lao-Tseu, que fundou o Taoísmo, buscava a identificação da alma individual com o princípio universal: o Tao.     Essas duas doutrinas do V1 século a.C, altamente intelectualizadas, distinguiam o Céu ( soberano do Alto ) e o Imperador ( soberano da Terra ).     Além disso, o budismo introduziu-se por volta do século 1 de nossa era, humanizando as doutrinas e pregando o amor e a misericórdia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário