..

..

Vou por onde a arte me levar.

Minha foto

'' GOSTO DE DEGUSTAR O GOSTO COM SABOR DE VIDA; COSTURO A VIDA PELA VIDA E A VIDA ME COSTURA, COSTURO DE DENTRO PARA FORA PARA ME ENCONTRAR COM O VENTO.''  

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Artes Plásticas - Gravura - Por Wladimir Alves de Souza - Parte 2

Desde os tempos mais remotos, o homem gravou nos materiais mais duros ( osso, pedra ), representando os animais que se propunha caçar, às vezes com senso extraordinário da realidade, como comprovam achados pré-históricos.    A representação da figura humana, como, por exemplo, caçadores com lança ou arco e flecha, é sumária, por assim dizer estilizada.    Chama-se estilização a maneira pela qual as formas são representadas de modo sumário, sem entrar em detalhes, e tendendo para a simplificação em linhas gerais, ou para a geometria.    Os materiais e as técnicas da gravura: Foi da gravura medieval que nasceu a imprensa, como maneira de recortar as letras em relevo, numa peça de madeira, cobri-las com tinta de imprimir e fazendo pressão sobre uma folha de papel.     Há três tipos básicos de gravura: a gravura em madeira, também chamada Xilogravura ou Xilografia ( do grego xilos que significa madeira ), a gravura em metal ( cobre, latão, aço ) a gravura em pedra ou litografia ( do grego Lithos ou pedra ).    Outros materiais podem ser usados, como o linóleo, por exemplo.    A gravura em madeira consiste em trabalhar numa placa, recortando as partes que devem sair brancas na impressão e deixando em relevo as que devem formar o desenho.   É a gravura  "em relevo ".    Para isso, usa-se como ferramenta os formões e as goivas, utensílios também usados pelo escultor em madeira ( entalhador ).    Sobre as artes no Extremo Oriente, a importância da gravura japonesa, a partir do século 17, os artistas procediam da maneira seguinte: o desenho era feito a pincel, sobre uma folha de papel de arroz.    Uma vez terminado o desenho, o papel era colado sobre a placa de madeira.    Vinha então o gravador, que recortava todas as linhas, rebaixando as partes brancas.    Removia-se o que sobrou do papel desenhado, ficando todo o desenho em relevo.    As gravuras podiam ser coloridas, fazendo-se uma placa para cada cor.    As cores são à base de água.    Deve-se notar as dificuldades do processo, no qual entram três artistas: o desenhista - criador da obra - o gravador e o impressor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário